domingo, 8 de fevereiro de 2009

HIDRATAÇÃO

Quem corre há algum tempo provavelmente já treinou ou competiu em um dia bem quente e reparou como é particularmente difício correr nessa condição.

Eu resolvi escrever um pouco neste meu 12º post sobre este tema: HIDRATAÇÃO, depois de sentir na pele no meu treino de hoje pela manhã a falta que a água nos faz.
Inclusive este treino teria que ter sido realizado ontem, mas eu estava muito cansado e não tive nem coragem de calçar o tênis.
Primeiramente vou contar sobre este treino.

O treino era pra ser de 20km.
Saí de casa hoje (domingo/08/02/2009), 10 horas em ponto.
A temperatura estava relativamente alta.
O céu com algumas nuvens e o sol brilhando forte.
Depois do km 5 o sol se escondeu atrás de umas nuvens, aliviando assim um pouco o calor.
Mas o “mormaço” quente continuava.
Fechei os primeiros 10km em 40min15seg.
Até aí tudo bem.
Mas depois disso, o “bicho pegou”.
Como eu havia ido sozinho, não levei água e a sede começou a bater.

E agora? Onde vou tomar água?
Se eu parar de correr e começar a andar agora eu vou demorar uma eternidade pra chegar na cidade e daí a sede só irá aumentar, mas se eu continuar correndo aí é que eu não vou chegar mesmo. O que fazer? . - pensei
(O meu treino foi na estrada que liga Ubiratã ao Distrito de Yolanda, uma região que faz parte do município e não havia quase casa nenhuma às margens da estrada que por sinal é asfaltada, aumentando ainda mais o calor).

Eu já não agüentava mais, não tinha o mesmo rendimento nem a mesma disposição já apartir do km11.
E não teve jeito, parei assim que completei o 15º km e assim mesmo “arrastado”, em 01h04min17seg.
Agora é torcer pra passar alguém e me dar uma carona. – pensei comigo.
Mais que nada. Tive que andar tudo mesmo.

Pra minha sorte, há pouco mais de 1.500 metros dali havia um povoado, (a Vila Arco).
Cheguei numa casa e pedi um pouco de água para um senhor que vi encostado na janela, e confesso: - Quase não consegui tomar.
A minha garganta secou tanto que eu tinha que ir tomando de golinho em golinho.

É como se eu tivesse tomando uma xícara de café bem quente. A água não descia.
Pouco antes deste senhor chegar com a água eu não estava conseguindo respirar direito, tava me dando tontura, a garganta apertada, não conseguia nem engolir a própria saliva pois doía e faltava o ar, (tá certo que eu acho que nem saliva eu tinha mais naquela hora), os lábios todo ardendo, até parece que eu tinha passado pimenta, até que graças à Deus chegou a bendita e santa água.
Tomei uns dois copos bem devagarinho e retomei a caminhada mais devagar ainda.

Pouco depois eu já estava com sede de novo e os síntomas citados acima todos continuavam.
Senti até medo de não conseguir chegar em casa.

Parei mais uma vez depois de uns 30 minutos andando, (agora já dentro do perímetro urbano), num posto de gasolina e tomei mais um copo d’água e graças à Deus os sintomas e o medo naquele momento já não existiam mais.



Passei maus bocados neste treino.





Voltando ao tema do post:

A hidratação é a chave do equilíbrio.
Sem ela não somos e não vamos muito longe.
Durante a transpiração, o nosso corpo não perde apenas água, mas também proteína, sódio, potássio, cloreto, uréia, amônia e ácido úrico. Para repor o que foi perdido, é preciso beber água ou outro líquido durante o exercício e também nos outros momentos do dia.
A cor da urina também é um bom indicador. Quanto mais escura, maior o nível de desidratação. O ideal é que esteja bem clara, quase transparente.
Também não devemos esperar ter sede. Pois, ela na verdade, já é um sinal de desidratação.

O ideal é você levar uma garrafinha quando for fazer um treino mais longo, nem que seja na mão. Pode atrapalhar um pouco.
Mas antes ser atrapalhado e ter com o que se hidratar do que não ter nada pra tomar quando sentir sede.
Não faça como eu fiz hoje.
Pois levando água consigo, você poderá evitar problemas durante e até após seu treino.

A proposta de ingerir o tão precioso líquido, (a água), regularmente, antes, durante e após os exercícios deve ser considerada sempre, mas sem exageros também.
Pois o exagero pode causar a hiponatremia.
Seus sintomas são: náusea e um cansaço extremo, e se negligenciado pode levar o indivíduo a morte.
Então muito cuidado.

Hoje me desidratei muito, e de agora em diante quando eu tiver um treino mais longo, ou vou convidar alguém pra ir de bike ao meu lado ou vou levar uma garrafa de água.


Sobre o assunto:
É preciso ingerir 200ml de água a cada 20 minutos.
Eu, particularmente discordo disso.
Suponhamos que você não esteja com sede naquele momento, como você irá tomar tudo aquilo de água? Como já citado, o exagero pode ser tão prejudicial quanto à falta do líquido.
Um absurdo, pelo menos no meu modo de pensar.
Acho que temos que tomar água quando realmente precisarmos dela.

A edição número 158 da Revista Contra Relógio, (novembro/2006), publicou o seguinte:

ÁGUA É PARA BEBER SÓ QUANDO TIVER SEDE. NÃO ANTES!
Em um certo trecho da matéria ela publica o seguinte:

“Em termos de hidratação adequada, o ponto chave de suas novas corridas deverá ser deixar seu corpo dizer para você se ele quer mais ou menos líquido. Não se descuidando muito da importância da água, esqueça um pouco as recomendações teóricas – de modo geral elas tendem a ser um tanto exageradas ou ficam afastadas da realidade individual – e beba quanto e quando seu corpo pedir. Aprenda a dosar bem a quantidade ingerida. Nada de ficar naquele desespero do “tenho que tomar dois copos agora e um daqui a vinte minutos. Esse tempo já passou.”

Em um outro trecho ela cita que: "Certas práticas surgem nas bancadas dos laboratórios e após testadas e comprovadas elas ganham as ruas.
Já outras fazem um caminho meio inverso.
Ainda sem dados científicos, a teoria do “hidrate-se de acordo com sua sede” está hoje na segunda categoria.
Mas, seja como for, é importante que o corredor tenha em mente que novas descobertas irão acontecer, neste ou em outros campos do esporte.
Assim, se amanhã a regra da hidratação nas corridas mudar novamente, não se assuste: adapte-se, corra sob a nova orientação e seja feliz."



Eu, na minha particularidade digo a vocês:
Independentemente se você costuma ingerir muita, ou pouca quantidade de água durante um treino ou uma competição, o importante é não deixar de se hidratar nunca.
Tenha sempre em mãos a sua tão preciosa garrafinha de água, para não se assustar como aconteceu comigo neste treino de hoje.


Abraços e ótimos kms a todos.


...tuttA...
ubiratã-Pr.


http://www.correndocorridas.blogspot.com/

6 comentários:

Bruno Thomaz disse...

Olá!
Pode indicar para quaisquer blogs que quiser! Independente de você estar seguindo ou não! Temos mais de 100 blogs de corrida espalhados por aí, quer conhecer alguns deles entra na lista "+ blogs de corrida" no meu blog!

Abração

...tuttA... disse...

Ok Brunão, valeu pela dica.

Abraços e ótimos kms pra você.


...tuttA...
ubiratã-Pr.
www.correndocorridas.blogspot.com

Jorge disse...

---------\\\\|/---------
--------(@@)-------
-o--oO--(_)--Ooo-
Amigo Tutta que isso correr sem se hidratar é ruim para os rins hein tome muito cuidado com isso amigo. Muitos corredores não dão valor a hidratação.
Ainda bem que vc conseguiu agua numa casa de um Sr.
Olha de uma olhada no link abaixo que eu postei ano passado.

http://jmaratona.blogspot.com/2008/02/meus-aliados-na-corrida-parte-3.html

Um abraço camarada e se cuida hein.

JORGE CERQUEIRA
www.jmaratona.blogspot.com

...tuttA... disse...

Muito obrigado pela dica Jorge.
Já havia lido ele e achei muito interessante.
Infelizmente por aqui não vende daquele cinto.
Mas vou ver se compro pelo site lá do seu post.

Valeu.
Abraços.


...tuttA...
ubiratã-Pr.

Paulinho Stone disse...

E aí tutta!!
Ainda bem que nada de mais aconteceu, mas não esqueça, que hidradação sempre é muito importante, não é mesmo??

Ah sim, aproveito este comentário para pedir desculpas, pelo meu blog ter ficado qauase dois dias fora do ar... foi tudo culpa do Google... hehe, mas agora já está tudo reestabelecido!

Grande Abraço
Paulinho Stone
www.paulinhostone.blogspot.com

Fernando Andrade. disse...

Olá, TuttA

Obrigado por ter passado pelo meu blogue e pela oportunidade que me deu de conhecer o seu.Também já o incluí na minha lista.
Muto importante este tema da hidratação,principalmente em treinos longos e com temperaturas elevadas.
Grande abraço e vá aparecendo

FA