segunda-feira, 12 de junho de 2017

Corrida Nº 144 - 7ª Etapa do Circuito SESC de Corrida de Rua - Etapa Cascavel-PR (07mai2017)

.
Uma semana após a Prova Rústica Tiradentes, lá estava eu participando de mais uma prova de 10kms e apesar de achar que não faria uma corrida tão boa quanto a de Maringá devido ao desgaste, acabei me surpreendo demais com o resultado.

Em 'busca' do Nilmar para conquistar o 2º lugar.



Segue os dados da prova:


Nome da Prova: 7ª Etapa do Circuito SESC de Caminhada e Corrida de Rua
Cidade: Cascavel-PR
Data: Domingo, 07 de maio de 2017
Distância: 10kms
Tempo: 35min09seg
Colocação geral: 2º Lugar
Atletas no geral: 101 corredores
Número de peito: 448



Dos corredores de Ubiratã, apenas o Marcos iria participar da prova, mas cerca de 20 dias antes da corrida consegui o atestado médico exigido pelo SESC e assim pude me inscrever.
No dia da prova, saímos de Ubiratã as 05:30h da manhã e chegamos no local da largada em Cascavel as 06:40h.
Pegamos os nossos kits sem presa e atropelos e nos aprontamos com muita tranquilidade.

Quando cheguei para pegar o meu kit que veio com o número e chip grudado no número e uma bela camiseta encontrei com o Clémerson que me presentou com algumas cédulas e moedas antigas e quero aqui agradecê-lo pelo presente e ao mesmo tempo parabeniza-lo pela brilhante vitória nos 5kms.

Marcos e eu num frio de 14 graus em Cascavel.
.
.

Presente do Clémerson.



Mas, voltando a minha participação.
Por volta das 07:15h iniciei um breve aquecimento e me perfilei para a largada que foi dada as 07:35h. Cinco minutos após a largada dos cadeirantes.
Apesar de ainda estar cansado devido ao desgaste da prova forte que havia feito uma semana antes na cidade de Maringá, saí ‘abafando’ em Cascavel, pois não queria deixar que os primeiros colocados abrissem muita vantagem.

Cheguei no km 1 com 3min13seg. Bem forte para o início de uma prova. Mas, isso me manteve bem próximo dos líderes.
Mas, como este não era o meu ritmo, tratei de diminuir um pouco no km seguinte e isso vez com que os dois ponteiros abrissem uma certa vantagem.

No km 2 o tempo foi de 3min23seg. De certa forma ainda acima do meu limite. Mas, como o percurso em Cascavel é muito bom é até que meio “normal” correr forte, principalmente no início. rsrs
Já no km 3 o tempo foi para 3min28seg. Agora sim já estava dentro do planejado. Apesar de ainda estar mais forte do que nos treinos que vinha fazendo. Mas, aqui era uma prova e o objetivo era bater o tempo feito em Maringá e quem sabe até correr abaixo dos 35 minutos.

Do km 3 para o 4 pegamos uma subida mais longa e ali o tempo subiu para 3min43seg. Logo em seguida descemos e completamos a metade da prova.
Acabei não vendo o tempo que passei no km 5. Mas, acredito que devo ter passado com menos de 17min30seg. Ou seja, tinha tudo para correr os 10kms abaixo dos 35 minutos. Era só manter a media que vinha fazendo que alcançaria a meta.
Mas, a segunda parte de uma prova sempre é mais difícil continuar correndo forte e manter a media inicial. Pelo menos pra mim é difícil. rsrs
Eu sempre quebro alguns segundos por km após a metade de uma corrida.

Nesta primeira metade da prova, aliás, nos primeiros 2,5kms, os dois primeiros colocados, Márcio e Nilmar, abriram algo entre 200 e 300 metros de distância.
Eles ainda corriam lado a lado na disputa do primeiro lugar, mas após fazermos o retorno para iniciarmos a segunda volta eu comecei a tirar a diferença. O meu ritmo seguia um pouco mais lento que na primeira volta. No entanto, os dois começaram correr mais devagar devido a saída forte na primeira metade.
Quando fizemos o último retorno, lá no km 7,5, a minha distância para os dois havia caído para mais ou menos uns 150 metros.

Mais ou menos neste ponto o Nilmar começava a ficar, enquanto o Márcio seguia firme em busca da vitória. Mas, não abria muita distância.
Mais ou menos neste ponto também começava a subida da volta e foi nesta subida que comecei a chegar no Nilmar.
Ao chegarmos lá em cima ele estava a menos de 50 metros na minha frente e nesse momento comecei a sonhar com a ultrapassagem.

Descemos um pouco e completamos o km 9.
O meu relógio ali marcava 31min45seg. Quando vi esse tempo no cronômetro me animei e comecei a acelerar, pois achava que ainda teria chances de conseguir o sub-35. Apesar de haver uma leve subidinha antes de cruzar o pórtico de chegada, imaginei que era só acelerar como em um tiro de 1.000 metros. Porém, na teoria é uma coisa, já na prática é outra e completamente diferente. rsrs
Mas, sonhar nunca é demais. E eu fui em busca.


A mais ou menos uns 400 metros da chegada, já quase no início da subida eu alcancei o Nilmar.
A princípio não queria ultrapassá-lo, pois não achava muito justo fazer isso, pois ele havia feito a prova toda na minha frente e chegar ali no finalzinho e deixar ele para trás não seria nada legal. Principalmente para ele. rsrs
Pensei em dizer para acelerarmos para tentar alcançar o Márcio que estava cerca de 40 metros, ou menos, na nossa frente.
Mas, devido ao esforço que eu vinha fazendo preferi não falar nada para não me desconcentrar e nem perder o foco.
E segui correndo por alguns poucos metros ao lado dele, mas percebi que o ritmo dele estava bem mais lento que o meu e então resolvi seguir para ir em busca do líder.
Só que nisso, ele, o Márcio, já estava a cerca de 200 metros da linha de chegada e começou a acelerar também e apesar do esforço que fiz para alcançá-lo não foi o suficiente e ele venceu com 35min02seg.
Mesmo após ele ter cruzado a linha de chegada continuei acelerando para não ser surpreendido pelo Nilmar. Não queria olhar para trás e por isso segui firme e finalizei a prova com 35min09seg. Apenas sete segundos depois do Márcio.
Nilmar sentiu bastante no finalzinho e acabou cruzando a linha de chegada com 35min19seg. Dez segundos depois de mim.

Fiquei super satisfeito com o meu desempenho nestas duas provas de 10kms e como eu tinha duas meias maratonas para disputar nas semanas seguintes isso me deixou bastante motivado. Principalmente para a Meia das Cataratas que voltava ao percurso original onde tenho um tempo de 1h14 e dois de 1h15. Mas, isso é assunto para outro post.

Após completar a prova peguei minha medalha, comi algumas frutas e fui ao encontro da minha esposa e ficamos a espera do Marcos que completou a prova com o tempo de 45min12seg. Tempo relativamente bom para quem vinha fazendo poucos treinos.
Depois fizemos algumas fotos e ficamos esperando a premiação e antes dela acontecer acabei sendo encontrado por uma amiga que morou em Ubiratã e que hoje mora em Cascavel. Conversamos até minutos antes de me chamarem para mais um pódio e em seguida voltamos para Ubiratã para o devido descanso dominical.

E assim foi mais uma corrida de rua para este simples atleta amador que vos escreve.
Abraço e até a próxima.

Segue abaixo fotos:


Meu número.
.
.

A bela camiseta da prova.
.
.

Pouco antes da largada.
.
.

'Ajeitando' o aplicativo Strava para a largada.
.
.

E lá vamos nós.
.
.

Largada vista de trás.
.
.

Atrás do Clémerson Neys que venceu os 5kms.
Aqui estávamos na subida após o retorno no km 2,5.
.
.

O esforço era grande após o retorno da primeira volta.
.
.

Atrás da moça fortinha venho para completar os 10kms em 2º geral com o tempo de 35min09seg.
.
.

Pareço estar chorando. Mais não... Minha cara é assim mesmo.
Já a cara do vencedor Márcio meio agachado logo a frente ... kkkkkkk
.
.

Cumprimentando alguém. Só não lembro quem. rsrs
.
.

Com cara de mal. rsrs
Mas, satisfeito com o desempenho.
.
.

Equipe de Atletismo de Ubiratã bem representada em Cascavel.
Marcos completou os 10kms em 24º lugar na classificação geral com o tempo de 45min12seg.
E eu, Tutta, completei os mesmos 10kms em 2º lugar na classificação geral com o tempo de 35min09seg.
.
.

Marcos, Leide minha esposa, Arlete minha amiga e eu antes da premiação.
.
.

Pódio geral feminino dos 5kms.
.
Classificação das 20 primeiras colocadas dos 5kms.
Clique na imagem para ampliar.
.
.

Pódio geral masculino dos 5kms.
.
Classificação geral dos 20 primeiros colocados dos 5kms.
.
.

Pódio 5km cadeirante.
.
.

Pódio 10km cadeirantes.
.
.

Pódio geral feminino dos 10kms.
.
Classificação geral das 20 primeiras colocadas dos 10kms.
Clique na imagem para ampliar.
.
.

Mais um pódio na carreira.
.
.

Pódio geral masculino dos 10kms.
.
Classificação geral dos 20 primeiros colocados dos 10kms.
Clique na imagem para ampliar.
.
.

A medalha da prova.
.
.

O belo troféu.
.
.

Com dois grandes amigos que a corrida me proporcionou.
Márcio Lottermann, 3º geral nos 5kms e Nilmar Olímpio, 3º geral nos 10kms.
.
.

Para finalizar com exemplo de vitalidade, Dona Vera sendo homenageada no pódio pelos seus 89 anos de vida.
Ela foi a 99ª e última colocada dos 5kms com o tempo de 53min39seg, mas o sorriso e a satisfação dela com certeza é de uma campeã.
Parabéns Dona Vera. Que Deus possa lhe conceder muitos e muitos anos de vida para continuar correndo muito ainda.




Agradecimentos:
Primeiramente sempre a Deus por intercessão de Nossa Senhora Aparecida e do Sagrado Coração de Jesus pelo dom da saúde.
Agradecimentos também ao Marcos pela carona, a academia Boa Forma de Ubiratã, a todos os amigos e familiares que sempre torcem por mim e um agradecimento todo especial a minha esposa amada que estava presente em mais esta conquista do maridão. rsrs


Tutta Maratonista
www.correndocorridas.blogspot.com.br

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Corrida Nº 143 - 43ª Prova Rústica Tiradentes - Maringá-PR (30abr2017)

Mesmo com um pouco de receio em participar da Prova Rústica Tiradentes em Maringá devido aos tempos, relativamente altos, que eu via fazendo nos treinos de10kms resolvi me inscrever e acabei, de certa forma, me surpreendendo com o resultado obtido no último dia 30 de abril.

Quase completando a prova.




Segue os dados da prova:

Nome da Prova: 43
ª Prova Rústica Tiradentes
Cidade: Maring
á-PR
Data: Domingo, 30 de abril de 2017
Dist
ância: 10kms
Tempo: 35min39seg
Coloca
ção geral: 48º lugar
Atletas no geral: 1.747 Atletas
Coloca
ção na faixa etária de 40 a 44 anos: 2º lugar
Atletas na faixa et
ária: 239 Atletas
N
úmero de peito: 1.732


Como citei acima, eu estava com receio em participar da corrida em Maring
á porque nos treinos eu não vinha fazendo tempos muito bons. A não ser quando era na pista com o terreno todo plano. Ainda assim, com um pouco de receio, para não dizer muuuito, resolvi me inscrever e o resultado final foi dentro do esperado com direito a pódio.
Mas, que n
ão houve. rsrs

Bom, mas, vamos iniciar do in
ício.
Segui para Maring
á na tarde de sábado dia 29/04 na companhia do Braguinha que também faria a prova. Magaiver e o Zé Bocalon seguiriam de madrugada. Cheguei em Maringá por volta das 19:40h e fiquei na espera do amigo Marcos que me buscaria na rodoviária e me levaria para a retirada do kit que seria entregue na prefeitura até as 22 horas.
Consegui pegar o meu kit e o do Magaiver sem problemas. Por
ém, o do Bocalon foi mais complicado e quase que não consegui retirar. Pois, necessitava de um xerox do RG que ele não me entregou.
Na primeira tentativa n
ão deu certo. Cerca de meia hora depois e depois de muito insistir acabei conseguindo retirar. Mas, tive que assinar um termo de responsabilidade e deixar todos os meus dados pessoais. Mas, graças a Deus deu tudo certo.
Em seguida seguimos para a casa do Marcos onde pude jantar e por volta das 23 horas fomos dormir.

Acordei as 06:00h da manh
ã e após o café seguimos para o local da prova onde chegamos faltando cerca de uma hora para a largada que seria as 08:00h.
Encontrei com os dois ubiratanenses em frente a Catedral e nos apontamos por ali mesmo.
Eu s
ó tive que esperar um pouco mais para fixar o número na camiseta, pois estava esperando um amigo do Marcos me trazer uma da equipe do Edmilson Team. Equipe da qual a representei nesta prova pelo fato do Edmilson, dono da equipe, me fornecer uma planilha para a obtenção do tempo de 35 minutos para esta prova. Apesar de não ter me adaptado muito bem a planilha e de não ter feitos todos os treinos propostos por ele eu não poderia deixar de representá-los.

Depois de tudo pronto, fizemos algumas fotos e faltando uns 20 minutos para a largada fiz um breve aquecimento na companhia do amigo Minerin que n
ão o via a um bom tempo e em seguida me perfilei bem a frente do pelotão amador.
A largada foi dada pontualmente as 08:00 horas.
A temperatura estava super agrad
ável. Ideal para obtenção de boas marcas. Desde que se estivesse bem treinado, é verdade.

Apesar de sair bem na frente, me atrapalhei um pouquinho na sa
ída (não sou muito bom de largada, rsrs) e acabei perdendo alguns poucos segundos e posições, mas nada que comprometesse exageradamente o meu desempenho. Perdi pouquíssimos segundos até cruzar a linha de largada, e apesar de ficar um pouquinho pra trás, recuperei rapidamente o tempo e as posições perdidas.

Os primeiros dois quil
ômetros são em leve descida o que dá pra acelerar bem e tirar o prejuízo de uma largada ruim. E foi o que eu fiz.
Na passagem do primeiro km o meu rel
ógio marcava 3min31seg. Já no segundo o tempo foi de 3min16seg. Na sequência pegamos uma leve subida com poucos metros de extensão e depois mais plano com algumas descidas e assim chegamos no com 10min26seg de tempo acumulado (menos de 3min30seg por km).
No quarto km o tempo era de 14min01seg. At
é aqui tudo seguia dentro do esperado e caso eu mantivesse o ritmo daria para completar a prova bem abaixo dos 36 minutos que é o que eu queria.
Mas, o cansa
ço já começava a aparecer devido ao ritmo forte e manter nesse nível até o final seria quase impossível. Ainda assim, fechei o quinto km com 3min35seg apesar de haver uma subidinha leve após o quarto km e pouco antes de passarmos em frente ao local de largada e chegada da prova.

No km 5, metade da prova, o tempo acumulado era bem animador: 17min36seg.
Mais ou menos neste ponto avistei uma atleta africana logo a frente.
Ela seguiu na minha frente por cerca de uns 2kms ou menos e a alcancei perto da subida do km 7 que
é, talvez, a subida mais forte do percurso. Nesse momento eu já tinha quase a certeza de que completaria a prova na casa dos 35 minutos, pois o meu tempo acumulado era de pouco mais de 24 minutos e meio.
Eu s
ó não finalizaria a prova abaixo dos 36 minutos se acaso eu fizesse uma média superior a 3min45seg por km até o final. Tempo que não fiz em nenhum dos quilômetros anteriores. E a média até então era de pouco mais de 3min30seg.

Apesar da subida do km 7, que considerei como a mais dif
ícil do percurso, cheguei ao km 8 com 28min08seg e 3min43seg de ritmo neste último km o que me assustou um pouco. E sabia que só haveria mais uma leve subida no km 9 e depois era praticamente plano até a linha de chegada.
Cheguei ao km 9 com o tempo tamb
ém alto (3min46seg)
Mas, no
último km acelerei um pouco e consegui mais uma, de várias, ultrapassagens que fiz ao longo do percurso e nos metros finais acelerei mais ainda, como num tiro de 400 metros e cruzei a linha de chegada com o tempo de 35min46seg pelo tempo bruto e 35min39seg pelo tempo líquido oficial.

A satisfa
ção de ver mais uma vez, depois de muito tempo, o cronômetro marcando menos de 36 minutos em uma prova de 10kms foi enorme. Cheguei muito cansado. Exausto mesmo. Pois, correr no limite não é fácil. Eu estava bem desacostumado a fazer isso em provas superiores aos 5kms. rsrs
 Mas, o prazer de voltar a fazer uma prova de 10kms em ritmo forte
é muito bom. Ainda mais sabendo que neste ano, mais precisamente hoje, dia 1º de junho, estou completando 40 anos de idade e deixando de ser um garotão. Mas, ainda correndo como tal. rsrs

Apos a prova, recebi minha medalha, peguei o meu kit lanche composto por um copo de
água, um Gatorade e uma banana e fui conversar com alguns amigos de Cascavel que já haviam completado a prova enquanto esperava os amigos ubiratanenses finalizarem suas participações.

A expectativa final era para saber se eu havia conquistado p
ódio ou não. Demorou bastante para sair o resultado, mas assim que saiu a relação dos 10 primeiros colocados de cada categoria vi o meu nome figurando ali, na segunda colocação da categoria de 40 a 44 anos. E assim, na minha estreia em corridas de rua no ano de 2017, na minha também estreia nesta nova categoria já conquistava um brilhante resultado com direito a pódio que infelizmente não houve.

Recebemos a premia
ção em uma sala fechada na prefeitura e pegamos o troféu com uma pequena premiação em dinheiro sem ao menos poder subir em um pódio para fazermos algumas fotos e sermos aplaudidos pelo público.
Dizem que a prova em Maring
á é assim. Mas, acho que isso tira um pouco o brilhantismo do evento e rebaixa bastante a conquista de um atleta amador que luta diariamente no trabalho e para fazer uma boa preparação e na hora que ele alcança um bom resultado em uma prova importante como esta aquele esforço todo não é tão bem recompensado como merece pelos organizadores.
Mas, apesar disso, fiquei feliz pelos acontecimentos. Pois, eu nem queria correr a prova porque n
ão vinha fazendo bons tempos nos treinos. Imagine se eu estivesse fazendo bons tempos nos treinos. rsrs

E
é isso aí. Essa foi mais uma prova deste atleta amador.
Abra
ço e até a próxima.


Abaixo segue algumas fotos.


Meu número.
.
.

A fraquíssima camiseta da prova.
.
.

Antes da prova.
.
.

Tutta, Braguinha e Magaiver antes da prova.
.
.

Quase completando com bastante esforço.
.
.

Por esta imagem dá pra perceber bem o meu sofrimento através da expressão no rosto.
.
.

Completando no tempo líquido de 35'39.
.
.

Após a prova com a medalha.
.
.

A medalha da prova.
.
.

Braguinha, 52 minutos cravados - 755º no geral e 52º na categoria 55/59 anos;
Bocalon, 55min58seg - 1.043º no geral e 36º na categoria 60/64 anos;
Magaiver, 47min20seg - 433º no geral e 25º na categoria 45/49 anos;
Tutta, 35min39seg - 48º no geral e 2º na categoria 40/44 anos.
.
.

Com o amigo e muitas vezes patrocinador José Bocalon.
.
.

Em pé: Magaiver, eu e Braguinha.
Agachados: Luciano, 48min23seg - 486º no geral e 57º na categoria 30/34 anos;
Diógenes;
Luciano, 48min56seg - 529º no geral e 34º na categoria 25/29 anos.
.
.

Com o amigo Geraldo o "Minerin".
Ele estava de niver (61 anos) no dia da prova e completou os 10kms com 42min41seg e foi o 4º na categoria 60/64 anos e 209º no geral.
Corre demais o homi.
.
.

Sérgio de Maringá que não correu porque vinha se recuperando de lesão;
Edmilson, dono da Equipe Edmilson Team que foi o 22º no geral completando com o tempo de 33min36seg.
.
.

Com o troféu após a premiação na sala fechada na prefeitura.
.
.

Classificação dos 15 primeiros colocados da categoria de 40 a 44 anos.
Destaque para o meu segundo lugar.
Clique na imagem para ampliar.
.
.

Minha colocação na classificação geral masculina.
.
.

Conquistas da 43ª Prova Rústica Tiradentes.
.
.

Pódio geral masculino.
.
.

Classificação dos 15 primeiros colocados no geral masculino.
Clique na imagem para ampliar.
.
.

Pódio geral feminino.
.
.

Classificação das 15 primeiras colocadas no geral feminino.
.
.

Agradecendo aos parceiros e amigos João e Ricardo, donos da Academia Boa Forma, onde faço trabalho de fortalecimento muscular.
.
.

video
Minha chegada.
.
.

Mais sobre a prova em: eucorro.com
.
.
Vídeo com as chegadas no YouTube.





Agradecimentos:
Primeiramente a Deus pelo dom da sa
úde;
A Equipe Edmilson Team;
Ao Marcos e fam
ília;
Ao Jos
é Bocalon;
A Academia Boa Forma;
A minha esposa e a todos os amigos que sempre torcem por mim.


Tutta Maratonista
www.correndocorridas.blogspot.com.br