sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Corrida Nº 1 - Largue o Fumo Correndo - Ubiratã-PR (ano 1994)


Cidade: Ubiratã-Paraná
Nome da Prova: Largue o Fumo Correndo
Percurso: 6km
Data: Segundo Semestre do Ano de 1994
Colocação, Tempo e Número de Atletas: Não fiquei sabendo



Olá.
A partir deste meu segundo post estarei iniciando uma "retrospectiva". Acho que posso dizer assim. Pois, como eu criei este blog neste mês de janeiro, já com participações em muitas provas ao longo destes 9 anos de atletismo, não poderia deixá-las para tráz, porque elas, hoje, fazem uma grande diferença na minha vida e na minha história de "atleta".
Sou apenas um simples atleta amador, ok? rsrsrs
Vou contar tudo o que aconteceu em minhas 40 provas disputadas até o momento.
Entre elas existem provas de 100 metros rasos à maratona (42.195 metros).
Vamos então à primeira???


A minha história no atletismo começou antes do começo.
- Ué Tutta, como assim, começou antes do começo?
Calma aí que eu vou explicar. rsrsrs
Eu tinha então 17 anos, morava num sítio com meus pais e irmãos, próximo ao povoado chamado Comunidade São João, distante a uns 7kms daqui da cidade de Ubiratã-Pr.
No dia 3 de novembro de 1993 meu avô faleceu, e como o sítio era dele e de minha avó, no ano seguinte todos os herdeiros e ela, minha avó, resolveram vender o sítio e daí tivemos que mudar para a cidade. Eu até então cursava a 8ª série no Colégio Estadual São João, tive que me transferir para o Colégio Estadual Quintino Bocaiúva no segundo semestre do ano de 1994.
Na época já com 18 anos de idade, foi aí que fiquei sabendo que todos os anos era realizado na cidade uma prova de 6km, que tinha como título, “Largue o Fumo Correndo”. Não me lembro ao certo o dia nem o mês da realização da prova, mas soube que esta prova era em homenagem ao Dia Nacional ou talvéz Mundial de Combate ao Tabagismo. E que tinha como intensão colocar pessoas com o hábito de fumar: a correr. E mostrar a elas como o fumo era prejudicial a saúde humana.
Muitas pessoas “personalidades”, posso dizer assim, do município que fumavam, foram convidadas a participar. Mas a participação também era aberta para o público em geral.
As inscrições seriam feitas no dia e o valor seria apenas um quilo de alimento.
Como eu mudara para a cidade há poucos meses e por jogar um futebolzinho quase todos os dias lá no sítio, achei que eu corria muito bem e que poderia até vencer a corrida. Olha só. rsrsrs

Mas não fui tão bem assim. Não como eu esperava, é claro. Fui até razoável.
Mas pra começar, nem tênis de corridas eu tinha. Corri com um calçado que mais parecia um sapato social sem aquele salto que tem na parte do calcanhar. Vejam só que mico que paguei em minha primeira prova. Correr com sapato. Só eu mesmo. rsrsrs
Saí entre os primeiros colocados nas primeiras três ou quatro quadras mais ou menos, daí começou uma descida, literalmente. Tanto no percurso quanto na minha posição de corrida. Fiz o retorno no terceiro km e já haviam inúmeros atletas em minha frente. Mas não desisti. Cheguei exausto a linha de chegada, é claro, e em colocação intermediária. Foi aí que percebi que: jogar bola é uma coisa, correr é uma outra completamente diferente. Tem que treinar e muito se você quizer chegar a algum lugar.
E daquele dia em diante não quis saber de correr por um loooooongo tempo. hehehe

Do ano de 1995 em diante nunca mais houve aquela prova. Pelo menos não que eu ficasse sabendo.
Acho que minha participação em 1994 fez com que os organizadores acabassem com a realização dela. rsrsrs
Brincadeira... rsrsrs
Mas na realidade é que nada aqui em Ubiratã dura por muito tempo mesmo. Infelizmente.
Não fiquei sabendo minha colocação na prova, nem quantos atletas haviam participado e nem o tempo que fiz, pois corri sem relógio naquele dia.
Depois desta prova, só voltei a participar de uma outra no ano 2.000 depois de incentivado por um amigo que havia começado a treinar dois anos antes. Mais esta é uma outra história e eu contarei logo mais.


Espero que tenham gostado deste "relato" da minha "primeira corrida".




...tuttA...ubiratã-Pr.

3 comentários:

Jorge disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jorge disse...

Caro amigo Tutta, a msg anterior tive que apagar pq depois que postei vi que continha erros, me desculpe.
Cara é a primeira vez que ouço um corredor além de correr para ganhar saúde, correr atrás de um AMOR é isso ae amigão toda sorte para vc, pois vc é merecedor.
Meu amigo Tutta vc ainda pergunta no seu relato espera que gostamos é claro amigo que gostei, parabéns cara por relatar a sua primeira experiência, bom eu nunca fumei mais acredito que através desta corrida muitos fumantes deixaram de fumar, agora só foi uma pena a sua familia ter desfeito um maravilhoso sitio creio eu que vcs tinham e o que é melhor que vc viveu uma parte da sua história lá. Parabéns amigo.
Agora correr de sapato eu fiquei imaginando aqui como deve ter ficado os seus pés após a corrida...rsss...
Valeu amigo bons treinos.
Um abraço.

...tuttA... disse...

Olha Jorge, só quero deixar bem claro que eu nunca fumei, ok?
"LARGUE O FUMO CORRENDO", era apenas o nome da prova, onde tinha como intuição, mostrar aos fumantes que quem fumava não conseguia praticar nenhum tipo de atividade física.
Graças a Deus, eu nunca coloquei um cigarro na boca e pretendo nunca colocar.
Tô muito bem com este vício "CORRENDO CORRIDAS". rsrsrs

Ah, e sobre os meus pés:
Até que eles ficaram normais, pois o sapato que eu usava nem parecia sapato.
Quer dizer; na verdade não parecia nem sapato, nem tênis. Se é que dá pra entender...rsrsrs
Era quase como se fosse os dois, num só...rsrs

Valeu Jorge.
Muito obrigado pelo comentário.
Ótimos treinos pra você também.


...tuttA...
ubiratã-Pr
www.correndocorridas.blogspot.com