terça-feira, 15 de novembro de 2011

Corrida Nº 85 - 4ª Meia Maratona de Maringá - Maringá-Pr (06/11/2011)

.
No último dia 6 de novembro "venci" o desafio que lancei a mim mesmo no meu retorno aos treinos no mês de setembro: Correr três meias maratonas em três finais de semanas consecutivos.
As provas foram nos dias 23/10/11; 30/10/11 e 06/11/11 nas cidades de Toledo; Pomerode e Maringá.
Nesta última reestreei o Manto Coral após a parada por causas das lesões em julho.
Confiram abaixo um pouquinho de como foi esta prova.


Dados gerais da prova:

Data: Domingo, 06 de Novembro de 2011
Cidade: Maringá-Pr
Nome da Prova: 4ª Meia Maratona Maringá
Distância: 21,097km
Tempo de Conclusão (pelo meu cronômetro): 1h17min57seg;
(pelo site): 1:17:50
Média Por Km: 3min41seg
Número de Peito: 1109
Atletas Concluíntes na Categoria Geral Masculina: 205
Colocação Geral: 13º lugar
Atletas Concluíntes na Faixa Etária 30 a 34 anos: 29
Colocação Faixa Etária: 2º lugar


Essa prova de Maringá houve quase os mesmo erros que a do
ano passado:
Medalha horrível. Feita de acrílico e com adesivo de papel. Caso caia uma gota d'água em cima dela, já era a lembrança da prova;
Premiação em dinheiro menor para quem correu sozinho os 21.097 metros em relação as duplas e quartetos;
Apenas um único troféu para quem participou do revesamento em duplas ou em quartetos;
Água sendo distribuídas em copos grandes aumentando assim o desperdício.

Porém, este ano teve outros agravantes.
Perguntei para o pessoal na tenda onde estavam sendo entregues os chips onde ficava o guarda-volumes. Um olhou pra cara do outro meio sem saber do que se tratava e na seqüência dizeram que não tinha e nem sabiam se iria ter.
Imagine só, você vem de outra cidade pra correr a prova e não tem onde deixar suas coisas.
Um absurdo isso.
Por sorte, o Braguinha estava com seu filho que veio de carro de Sarandi pra ver o pai correr e daí deixei os meus pertences com ele.

Outro fator negativo na prova deste ano foi o horário da largada marcado para as 17:00h.
Mas, por sorte a previsão do tempo errou e estava nublado e com uma chuvinha fina após a métade da prova. Caso contrário, a previsão seria de aproximadamente 35 graus na hora da corrida.
E pra fechar os pontos negativos: houve muita demora na entrega da premiação em dinheiro.
O atleta que havia conquistado pódio, subia nele, pegava o seu troféuzinho (bonito por sinal) e depois enfrentava uma fila que só ia aumentando conforme iam sendo feita a entrega dos troféis no pódio.
Eu, que conquistei a segunda colocação na faixa etária, fiquei cerca de uma hora na fila pra receber a quantia de 80,00 reais.
Cansei mais pra pegar esta pequena quantia em dinheiro do que correr a prova toda. rsrs

Um ponto positivo é que este ano mudaram a faixa etária.
No ano passado, a minha faixa etária foi a de 18 a 34 anos. E agora foi a de 30 a 34.
Espero que continue assim, porém, que dêem uma melhorada no que citei acima para que a prova possa ser cada vez melhor e mais disputada.

Bom, mas agora chega de reclamar e vamos para a minha participação. hehe

Desta vez não quis encomodar ninguém daqui de Ubiratã para me levar para essa corrida.
Pelo fato de que a prova ia ser em um domingo a tarde e o motorista que fosse levar, iria chegar tarde da noite em casa e tendo a semana toda de trabalho pela frente.
Daí fui de ônibus com o Braguinha.
O Magaiver apesar de ter pago a inscrição não quis ir, alegando que já tinha pago a inscrição e ainda teria que arcar com todas as despesas de viagem e alimentação.
Detalhe: o Magaiver praticamente não treina e sempre termina uma prova entre os intermediários, ou mais atrás que isso e ainda assim não quer ter despesas. Vê se pode uma coisa dessas. rsrs
Eu, que sou o "homem mais rápido de Ubiratã" não tenho patrocínio e o cara que nem treina vai querer ter? rsrs

Saímos então, o Braguinha e eu daqui de Ubiratã as 8:00h e as 12:00h já estavámos na rodoviária de Maringá.
O Braguinha ficou esperando o seu filho e eu fui para a casa do Emerson que havia se prontificado a nos receber.
Com a gente foi também o amigo Moisés de Cascavel que conheci ali na rodoviária e que foi no mesmo ônibus meu.
Passamos uma tarde agradabilíssima na companhia do Emerson e de sua família com um almoço preparado no caprixo por sua esposa.
Nem sei como agradecer e retribuir tamanha gentileza. Mas, se acaso precisar de alguma coisa e eu puder ajudar, estou a disposição, ok Emerson.

Moisés de Cascavel, Emerson de Maringá e Tutta de Ubiratã.
É o atletismo fazendo amigos por todos os cantos.
Crédito da foto: Emerson.


Aproveitando também, quero agradecê-lo por ter retirado o meu troféu da Tiradentes e guardado aí na sua casa até esta data.


Emerson me entregando o meu troféu que eu conquistei na 37ª Prova Rústica Tiradentes realizada dia 15 de março de 2011.
Crédito da foto: Emerson.



Mais a tarde o Emerson nos levou até o local de largada onde fizemos a retirada do chip e número de peito e depois reencontramos com o Braguinha e seu filho e a esposa dele e nos aprontamos para a prova.

Rencontrei ainda alguns amigos e conversamos um pouco. Depois me aqueci e me perfilei bem próximo ao pórtico de largada para não perder muito tempo na saída.

A minha intensão era baixar pelo menos dois minutos em relação a prova de Toledo, duas semanas antes quado fiz 1:19:48. E nas conversas que tive antes da prova, o Luíz Ornóbio de Juranda disse que pretendia fazer abaixo de 1h18 e então esse seria o meu "coelho". hehe

No entando, deu-se a largada e eu não o vi. E por este motivo saí meio em disparada e somente ao completar o km 2 foi que percebi que ele não estava na minha frente e sim atrás. Aliás, bem atrás. E eu estava rápido demais para uma prova de 21km.
Passei nesse segundo quilômetro com 6min49seg.

Um fator que me prejudicou um pouco foi a falta de placas de km em km.
Elas foram colocadas somente a cada 2kms e pra quem (assim como eu) corre controlando o tempo a cada km se complicada um pouco.

Então, tratei de "manerar" o ritmo e na passagem do km 4 o meu tempo era de 14min02seg e no km 6 em 21min22seg.
Ia caindo o ritmo, mesmo o percurso ajudando bastante.
Aliás, desta vez reparei bem o percurso desta Meia Maratona de Maringá.
Apesar de dizerem, inclusive eu já disse isso aqui, que o percurso é plano; mas há subidas sim. No entanto, pouco se notam. A não ser na segunda volta quando o corpo já está bem cansado.
Há apenas um trecho de uns 200 metros mais ou menos onde a subida é um pouco mais acentuada.
Enquanto no restante do percurso, elas são super suaves, mas estão lá pra encomodar. hehe

Pouco antes do km 5 onde íamos por um lado da avenida e voltávamos pelo outro, eu contei os atletas que vinham na minha frente e eram em torno de 15. Aliás, haviam mais, porém, somente os atletas de numerais vermelhos é que estariam correndo a prova na categoria individual e foram estes que contei. Portanto, eu estava na 16ª colocação naquele momento.

Na passagem do km 10 o meu tempo foi de 36min09seg e a partir dali comecei a sentir dores na região abaixo do costela dos dois lados.
Diminui um pouco o ritmo e completei a primeira volta com exatos 38 minutos.

Logo após completar a primeira volta em 38 minutos. O atleta em azul logo mais a frente seria o campeão da minha categoria.
Crédito da Foto: Carlos Novais.




Na seqüência (km 12) o Luíz de Juranda me ultrapassa bem no trecho de subida mais forte e não conseguí acompanhá-lo devido as dores.
Depois disso, viravámos pra direita e fazíamos o mesmo trajeto descrito acima: seguíamos por um lado da avenida e depois de uns 400 metros retornávamos pelo outro e reparei nos três atletas que vinham mais próximos de mim para ter uma idéia de quem deles poderia ser ou não da minha faixa etária. E pela aparência, só o terceiro tinha "cara" de uns 30 a 34 anos e ele estava bem longe de mim e corri o restante da prova mais "alíviado", pois tinha uma larga vantagem. Porém, tendo quase a certeza de que eu não era o primeiro da categoria.

Mesmo com dores, seguí tentando não deixar o ritmo cair e ainda conseguí ultrapassar mais alguns corredores pelo caminho.

Na reta final, aliás, na descida final fui olhando para o relógio do pórtico e forçando o ritmo pra dar o tempo na casa de 1h17 e consegui.
Travei o meu cronômetro em 1:17:57.
Depois, saiu no tempo oficial 1:17:50. Não consegui entender.
Não houve tapete de cronometragem na linha de largada e o da chegada ficava a uns 60 metros antes do pórtico. Vai entender. rsrs

Completando a prova no tempo oficial de 1:17:50.
Reparem como o tapete de cronometragem estava longe do pórtico de chegada.
Crédito da foto: Carlos Novais.


Fiquei aguardando sair o resultado e pra minha felicidade vi o meu nome estampado em 2º LUGAR na faixa etária de 30 a 34 anos.
Esse pódio foi para consagrar o meu retorno às corridas depois da maldita lesão no joelho que me fez parar na Maratona de Assunção.
Fiquei feliz demais, pois este, poderá ter sido o meu último, dos vários pódios que tive nesta faixa etária.
Ano que vem fico mais velho e "pulo" pra 35/39. hehe

Fiquei aguardando ser chamado no pódio para receber o meu belo troféu e quando isso aconteceu o locutor ainda tirou uma "onda" de mim.
Quando ele chamou pelo meu nome: Claudemir Ferreira de Ubiratá da Equipe Baleias e ele me viu, falou: - Você é muito magro pra ser um Baleia! - rsrs.
Eu não disse nada, mas achei bacana. rsrs
Aliás, quem disse que toda Baleia tem que ser gorda, não é verdade? rsrs

Ao descer do pódio vem ao meu encontro uma moça me dizendo: - Sou amiga do
Miguel Delgado e do Ricardo Hoffmann.
Era a Susi Saito. Uma pessoa super bacana, de "42 asas".
Foi um prazer conhecê-la Sussi. Pena foi o barulho do alto falante e não podemos conversar direito e nem sequer tiramos um foto para registrar o momento né?
Mas, com certeza haverá outras oportunidades.

Ela disse que havia tirado algumas fotos minha do pódio e depois iri mandar pro Miguel e pro Ricardo para que eles me enviasse.

Depois de tudo isso, voltei para a rodoviária com o Moisés e como o ônibus só sairia as 23:20h fui a um rodízio de pizza onde o Braguinha já estava com o seu filho e cunhada e depois voltamos pra casa onde chegamos as 4 da manhã.

Segue abaixo mais algumas fotos:

Presenteando o Emerson com uma camiseta oficial da 4ª Meia Maratona Cidade de Pomerode onde eu havia sido Marcador de Ritmo da Revista Contra Relógio uma semana antes da 4ª Meia Maratona de Maringá.
.
.

Eu, Moisés que terminou a prova em 1:27:44 na 25ª colocação geral e em 7º na faixa etária de 30/34 anos e Braguinha que terminou a prova em 1:51:06 na 112ª colocação geral e em 14º na faixa etária de 50 a 54 anos.
Detalhe: a classificação da prova deste ano foi feita geral masculina e feminina juntas.
.
.


Braguinha, sua cunhada e seu filho de Sarandi-Pr.
.
.

Tutta, Braguinha e Moisés após a prova.
.
.

Em determinado momento da corrida.
Crédito da foto: Galeria de Sandro Cabral.
Confiram o blog dele:
www.eucorro.com.
.
.

Meu número de corrida. Reparem que tem um "ticketzinho" do lado referente ao guarda-volumes, mas não houve.
.
.

A medalha da prova.
.
.

Eu em mais um pódio.
Podendo, este, ser o último na faixa etária de 30 a 34 anos.
Crédito da foto:
Sandro Cabral
.
.

O 'belo' troféu.
.
.

Os 80,00 reais referente ao segundo lugar na categoria que levei mais de uma hora na fila (fora o tempo de prova) para recebê-lo.
.
.

Classificação geral: Os 25 primeiros masculinos e as 3 primeiras femininas.
.
.

E o belíssimo troféu que o ganhei na Rústica Tiradentes e que o Emerson buscou na Secretária de Esportes e o guardou em sua casa pra mim até este dia 6 de novembro de 2011. Nesta prova eu recebi uma quantia de 100,00 referente ao terceiro lugar na faixa etária 30/34.
.
.

E o meu "coelho" (que não consegui acompanhar) Luíz Ornóbio no pódio em segundo lugar na faixa etária 40/44 anos.
Ele foi muitíssimo bem na prova, terminando em 11º geral com 1:16:51.
Crédito da foto: Carlos Novais.





Dinheiro gasto com a participação nesta prova:

Inscrição: 35,00 R$
Passagens de ida e volta: 70,90 R$
Lanches e rodízio de pizza: 23,50 R$
Gastos extras: 6,00 R$

Total: 135,40 R$


Notas:
1 - Agradecimentos:
Primeiramente a Deus pela saúde e por sempre proporcionar ótimas viagens e participações em provas.
Agradecimentos especiais mais uma vez ao Emerson e sua família pela recepção e hospitalidade. Que Deus lhes dêem em dobro tudo o que fizeram por mim e pelo Moiséis neste final de semana aí em Maringá.
Agradecimentos também ao amigo Fábio do site
www.ubirataonline.com.br pela matéria de divulgação das minhas três últimas provas e aos amigos Carbono e Jabuti das Rádios Difusora e Nova Clube pela entrevista feita comigo após completar estas três meias consecutivas.

2 - Resultados
aqui.



tutta - BALEIAS/Pr
www.correndocorridas.blogspot.com

5 comentários:

Robson Corredor disse...

Parabéns pelo resultado!!!
Até postei a sua colocação no meu blog.
O cara que ganhou na sua categoria (Adalberto) é aqui de São Miguel do Iguaçu, eu sei quem é, corre bem pra caramba, e vc tá acompanhando ele...

Sucesso!

Abco

corridaderuafoz.blogspot.com

tutta disse...

Resposta ao Robson Corredor:
Obrigado Robson.
Vi a sua publicação lá no blog. Até comentei. rsrs
Quanto aos Adalberto, conversei com ele lá na rodoviária de Maringá, pois iríamos no mesmo ônibus. Realmente ele corre muito bem, no entanto, se não fosse as minhas dores a disputa seria acirrada. rsrs
E na verdade, só estou acompanhando ele devido a minha lesão, pois do contrário eu acho que estaria um pouquinho mais rápido, pois fiz a Meia das Cataratas em 1h14. hehe

Abraço e sucesso a você também.


tutta - BALEIAS/Pr
www.correndocorridas.blogspot.com

Julio Cordeiro disse...

Tutta,
Parabéns pelo resultado. Cacacas, vc é da elite e eu quero ser teu amigo e colocar teu nome em 1º lugar no meu ranking rsrsrsrs
Você vai pra Curitiba? Estarei lá e se vc for me liga pra gente se encontrar.
julio-pessoa@uol.com.br
www.maratonistapernambucano.blogspot.com
Abraços Pernambucanos

Fabi disse...

Vc anda impossivel em Tutta??? Parabéns querido você merece tudo isso e muito mais.

Bons Kms
Fabi =)

tutta disse...

Resposta ao Júlio Cordeiro:
Obrigado Júlio. Mas, não sou da elite não. hehe
Quanto ao meu melhor tempo em maratonas, como postei lá no seu blog, isso foi em 2008 quando eu era orientado por um treinador que me "matava" de treinar e que me lesionou duas vezes e por isso 'abandonei' ele pra seguir mais "tranqüilo" nas corridas.
Depois dele o meu melhor tempo em maratonas foi 2:58:36, novamente em Foz no ano passado.
E estarei sim em Curitiba. Viajarei amanhã a noite e estarei juntamente com Miguel Delgado e "Troupe" Baleias. hehe
Abraço e nos veremos por lá.


Resposta a Fabi:
Ando, ou corro Fabi??? kkkkkkk
Brincadeira tá? rsrs
Obrigado pelo comentário aí amiga.
São comentários e pessoas assim que me motivam a uma maior dedicação aos treinos.

Um super beijo pra você.
Estou com saudades viu? hehe


tutta - BALEIAS/Pr
www.correndocorridas.blogspot.com