domingo, 3 de outubro de 2010

Corrida 66 - 4ª Maratona Internacional de Foz do Iguaçu (26set2010)

Olá pessoal, tudo bom com vocês?

Espero que sim.


Bom, depois de exercer a minha função de cidadão hoje de manhã (votar para os cargos de deputados estaduais e federais, senadores, governador e presidente) estou aqui, um pouco atrasado é bem verdade, para contar um pouco de como foi a minha participação na 4ª Maratona Internacional de Foz do Iguaçu realizada no último domingo de setembro (dia 26).

Já quase recuperado depois de uma tal de “virose” (que nem sei que “diabo” é isso) ter me “atacado” nos dias seguintes da prova que me impossibilitou até de treinar nesta semana, quero contar um pouco da emoção que foi em completar pela quarta vez (3ª em Foz do Iguaçu) uma maratona.


Dados Gerais:

Data: Domingo, 26 de setembro de 2010
Cidade: Foz do Iguaçu-Pr.
Nome da Prova: 4ª Maratona Internacional de Foz do Iguaçu

Distância: 42km195mts
Tempo: 2hs58min36seg
Média Por Km: 4min13seg

Número de Peito: 1217
Colocação Geral: 64º lugar
Atletas Masculinos Concluintes no Geral: 376
Colocação na Faixa Etária 30 a 34 anos: 12º lugar
Atletas Concluintes na Faixa Etária: 41


Embarquei para Foz do Iguaçu no sábado (25/09/10) já quase com meia hora de atraso.

Ao adentrar o ônibus da empresa Expresso Maringá já de "cara" conheci um dos passageiros. Era o Vunebaldo de Maringá que iria correr a prova de 11,5km (ele terminou em 5º de 20 na faixa etária de 50 a 55 anos e em 100º de 463 no geral com o tempo de 54min30).

Ao chegarmos na rodoviária de Foz (16h50) nos encaminhando para o SESC e fomos cada um retirar o seu kit e depois ele se dirigiu para o hotel onde o restante da equipe Acorremar estavam hospedados.

Encontrei também o Emerson, outro atleta, amigo e blogueiro de Maringá antes da retirada do meu kit e depois o Marcos, ambos de Maringá.

E continuei ainda ali nas dependências do SESC para o jantar de massas.

Antes, porém, na fila da retirada do kit o amigo até então virtual, Danilo, vem ao meu encontro e podemos nos conhecer pessoalmente.

Conversamos um pouco e até aproveitamos e tiramos uma foto junto com o atleta do Cruzeiro de Belo Horizonte, Frank Caldeira.

Claudir, Frank Caldeira, Danilo e Eu


Pouco antes do jantar, fui “interrogado” por um atleta (Peter) de São Paulo dizendo que me “conhecia”. Ele disse que estava procurando informações da prova na internet e deu de “cara” com o meu relato do ano anterior (2009) e achou muito legal da forma em que foi escrito. (hehe).

Ele ainda me encontrou na largada da prova e me desejou boa sorte. Nos encontramos também na chegada, mas depois que peguei os meus pertences no guarda volumes não mais o encontrei para registramos uma foto.

Mas, de qualquer forma (com foto ou sem) quero dizer que foi um prazer ter esse contato com você e lhe parabenizar pelo seu excelente tempo (3h07min08).

Valeu amigo. Quem sabe nos encontraremos em uma outra prova por aí algum dia.


Continuando...


Após o jantar de massas (chovendo) me encaminhei ao hotel.

E um detalhe aqui. Eu não havia feito reservas nos hotéis conveniados com a maratona. Ao chegar em Foz do Iguaçu tentei entrar em contato com pelo menos 6, dos 8 hotéis conveniados, mas todos estavam lotados.

E o que eu fiz? Embarquei em um dos ônibus que iria levar os atletas até alguns dos hotéis e fiquei prestando atenção pra “marcar” algum outro hotel ali nas proximidades para que eu pudesse me hospedar e ficar próximo de onde os ônibus passariam às 5h00 da manhã para pegar os atletas e levarem até a largada.

Deu certo a minha “estratégia”. Consegui um hotel simplezinho (Guaçu Plaza Hotel, senão me engano) mas com um preço bom e com desconto para atletas. A diária era 80 reais, mas para os corredores saía por 45. hehe

Confesso que não dormi praticamente nada naquela noite. Ansioso para a prova.

Me deitei por volta das 21 horas e “despertava” a todo instante.

Acho que consegui dormi bem das 22h30 às 00h30, pois antes e depois disso eu me lembro em ter olhado o relógio a cada hora ou menos que isso. hehe

Às 03h15 da manhã já “acordei” de vez.

Tomei o meu “café da madrugada” com Broinhas de fubá (hehe) e assisti todo o temo normal do jogo da final do Mundial de futebol feminino sub17 entre Coréia do Sul e Japão. O jogo ficou em 3x3 e foi pra prorrogação e depois não fiquei sabendo quem foi a equipe campeã.

Às 4h35 "desci". Tomei um copo de suco de laranja e comi uma banana como “complemento” do café da manhã. Na seqüência deixei a chave do quarto com o recepcionista e segui com mais três corredores para o local onde pegaríamos o ônibus rumo a Usina Hidrelétrica de Itaipu.

Chegamos lá às 05h30 (fomos os primeiros atletas a chegar, rsrs).

Tirei uma foto próxima ao Rio Paraná tendo ao fundo parte da barragem (foto abaixo).

Eu, e ao fundo o Rio Paraná e parte da barragem da Usina Hidrelétrica de Itaipu. A parte mais iluminada é onde são os vertedouros (passagem da água quando o reservatório está bastante cheio. Aqui elas estavam fechadas pois há várias semanas não chove por aqui). Eram 5h30 da manhã nesse momento.


Conversei na seqüência com o amigo Jonh de Pato Branco.

Depois tirei mais uma foto por volta das 6h15.

Pouco antes da Largada


Antes porém, eu estava na fila quase entrando no "banheiro" e passa por mim mais um amigo até então virtual, o Miguel Delgado da equipe Baleias. Apenas nos cumprimentamos "sonoramente” e ele seguiu o rumo dele e eu fui pra “casinha”. hehe

Após sair da “tal casinha”, tirei mais uma foto e logo em seguida “depositei” todos os pertences no guarda volumes e fui ver as primeiras largadas (cadeirantes - 6h30, atletas portadores de necessidades especiais - 6h35 e elite feminina - 6h40).

Depois ainda conversei umas palavrinhas com o Marcos e com a Adriana e na seqüência, me aqueci um pouco e me perfilei para a largada que foi bem cedo, logo às 7h00.

O tempo estava nublado, a temperatura mais que agradável. Tempo ideal para a obtenção de um recorde pessoal. Se a prova não fosse no percurso mais difício do Brasil, “maratonamente” falando. hehe

A “estratégia” era de fazer a primeira metade em 1h20 e a segunda em 1h28, totalizando assim 2h48. Mas, não foi bem assim que aconteceu.

Só que quanto a isso, tudo bem, pois o meu principal objetivo era terminar abaixo de 3 horas. E eu consegui. hehe

Procurei sair na “cautela” no primeiro km, devido a grande quantidade de atletas e pelo fato de haver muitas curvas nesse início.

Porém, ao completar o km constatei que estava rápido demais. Pois havia passado em 3min35seg.

Procurei me conter e passei o segundo km em exatos 4min (todo em subida leve).

Nos dois kms seguintes (plainos) consegui manter uma regularidade. Algo em torno de 3min45seg por km ou pouco acima ou abaixo.

No km 5 novamente em 4 minutos e fecho em 18min55seg. Bem rápido. O ideal seria 19min30 pelo menos. Pois neste ritmo eu poderia “pagar” caro lá na frente.

Km 10 em 37min44.

Km 15 em 56min35. Até aí foi as mil maravilhas, pois o percurso é tranqüilo.

Teve apenas um trecho de bastante dificuldade no km 11, que era todo em subida razoavelmente forte e ladeava a Br277 (considerada como a rodovia da morte por causa dos inúmeros e trágicos acidentes). No final desse km alcancei um atleta, Wilson, que estava num bom ritmo, porém caindo de “produção”. O acompanhei até o final do km 17 e mantivemos um ritmo muito bom nesse trecho. Ora ele puxando o ritmo, ora eu.

Depois do término da prova ele veio me agradecer por acompanhá-lo naqueles 5kms, pois dei ânimo e motivei ele a seguir em um bom ritmo. Ele terminou a prova em excelentes 2h47min47seg, na 38ª colocação geral e em 4º na categoria 45 a 49 anos.

Entre os kms 15 e 16 tivemos muito público nos aplaudindo e incentivando (diferente do restante do percurso onde haviam poucas pessoas) pois neste local, após a passagem do último atleta da maratona iria acontecer as provas infantis do Circuito SESC, bem como a prova de 5km e uma caminhada.

Passei lado a lado com o Wilson e seguimos mais animados que nunca.

Na seqüência, pegamos uma forte e longa descida seguida de uma subida pra Everest nenhum botar defeito. hehe

No topo da subida completaríamos o km 17 e apartir daí o Wilson começou a se distanciar e não tive mais forças para alcançá-lo.

Pouco mais a frente pegamos uma outra subida fortíssima de quase 1,5 km que após vencida teríamos mais 2km (tranqüilos) à frente para completarmos a metade da prova que passei com 1h20min40.

Praticamente dentro do tempo previsto.

Apesar das fortes subidas após o km 15, eu ainda me sentia bem e estava confiante de que seria possível fechar a prova dentro de 2h48.

Mas, após o km 25 tudo começou a mudar. Bem como nos treinos, pois ia bem até por volta deste km e depois caia bastante o ritmo.

As pernas começaram a reclamar do esforço e o ritmo estava caindo aos poucos.

Consegui por alguns kms manter um ritmo considerado até bom por mim, algo entre 4min e 4min15.

Porém, após o km 28 foi mais difício.

Veio pela frente uma boa e acentuada descida, depois uma subida que passava em frente à entrada do aeroporto. Depois uma outra descida imensa que era seguida de uma outra subida digna de Monte Everst (muito íngrime). E assim completaríamos o km 30 e entraríamos no Parque Nacional do Iguaçu de onde teve uma outra largada. A dos 11,5km do Circuito SESC.

Dentro do Parque Nacional as subidas não são tão íngremes e nem muito longas, porém, são constantes. Mal acaba uma e você já pega outra pela frente.

Apartir daí, a previsão final do meu tempo se eu mantivesse um ritmo de 4min/km (coisa que seria difício) daria algo em torno de 2h52.

No km 33 o amigo Emerson, me ultrapassa (eu havia o ultrapassado lá na metade do primeiro km) e me oferece um gel que recusei, mas devido a insistência dele acabei pegando e tomando na seqüência e ele abriu vantagem e seguiu num ritmo de dar “inveja” naquela altura do campeonato, aliás, da maratona. rsrs

Nessa “altura", o meu ritmo estava sendo algo em torno de 4min40 ou mais por km. E o cálculo supondo o tempo final de prova, era pra chegar abaixo das 3 horas e para isso graças a Deus eu tinha uma boa vantagem. rsrs

Tomei o gel no km 34 com um pouco d’água, mas não vi grandes resultados.

No km 35 eu já calculava o tempo final tendo por base a média de 5min/km, pois fazer um tempo mais rápido do que isso, não estava sendo fácil.

Faltava ainda 7kms e eu tinha 2h22 de corrida. Ou seja, havia 38 minutos para que eu terminasse a prova sub 3 horas.

No km 36, peguei um copo de coca-cola e um de água e como eu “tinha 3 minutos de haver com o relógio”, caminhei por um minuto tomando-os. E depois retornei a corrida.

Os próximos 2 kms eu mantive um ritmo muito bom (acho que foi o gel fazendo efeito, hehe) fazendo uma média de 4min30/km e “recuperando” assim o minuto de caminhada no km 36.

Desta vez, peguei um copo de gatorade e um outro de água e caminhei por mais uns 30 segundos e novamente pus-me a correr.

Km 41, 2h52min30seg exatos.

Faltavam apenas 1.195 metros pra linha de chegada e eu tinha sete minutos e meio pra completá-los.

Fui na calma.

Metros depois, do lado direito já dá pra ver as exuberantes quedas das Cataratas do Iguaçu. Daí pra frente o ânimo já é outro.

Só faltava contornar mais algumas curvas, vencer mais umas duas subidinhas e “descer” literalmente pra cruzar a linha de chegada tendo o nome anunciado no alto falante pelo locutor oficial do evento.

O meu tempo final foi 2h58min36seg.

Feliz??? Um pouco.

Com dores e cansado??? Muito.

Mas, super satisfeito por ter conseguido completar a maratona mais difício do Brasil abaixo de 3 horas.

Terminei na 64ª colocação geral da prova masculina onde 376 atletas completaram e fui o 12º de 41 atletas na faixa etária de 30 a 34 anos (este ano a prova estava muito forte, pois no ano passado, mesmo eu tendo “quebrado” e concluído com o péssimo tempo de quase 3h40 eu fiquei nesta mesma colocação na faixa etária e só haviam 29 atletas).

Passei ainda por um resfriamento com gelo após a prova, me hidratei bem, fui pra massagem, peguei a minha “recompensa” pelo esforço (a medalha) e fui pra galera (rsrs) como vocês poderão ver nas fotos abaixo.

Meu número personalizado com meu nome
.
.
.

Já após a prova com o amigo Gainete da Cidade de Califórnia-Pr.
Ele foi o 21º geral da prova com 2h39min04seg
.
.
.
.


Com o Marcos de Maringa após completar sua primeira maratona com 3h58min14
.
.
.

Com o John de Pato Branco, também completando sua primeira maratona em 2h53min45
.
.
.

Adélio e eu. Este cara foi o responsável por publicar uma excelente matéria minha no site da Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu no mês de maio deste ano e me prometeu que na próxima edição (03jul2011) da prova vou ser convidado por ele e não precisarei pagar inscrição. Que bom. hehe. Estarei aguardando o convite. (foto tirada por Frank Caldeira, é mole ou quer mais? rsrs)
.
.
.

Falando no homem, olha ele aí. hehe
.
.
.

Com o Ênio e o Miguel da equipe Baleias
.
.
.

Com os outros integrantes da equipe Baleias se "hidratando" com um chop após a prova. hehe Do meu lado direito é o Wu e do meu lado esquerdo é o Miguel (o restante da equipe infelizmente não sei os nomes)
.
.
.

Com o amigo até então virtual Danilo de Foz do Iguaçu, agora amigo real. Foi um prazer te conhecer.
.
.
.

Com a "tradicional" foto nas Cataratas exibindo minha lindíssima medalha
.
.
.

E pra finalizar uma foto da minha tão sofrida e suada medalha com a beleza das Cataratas ao fundo. Esta foi a minha 59ª na carreira. Décima primeira em 2010. . . .



Dinheiro gastos com a participação nesta prova:

Inscrição incluindo jantar de massas: 53,00 R$
Passagens de ida e volta: 77,70 R$
Lanches: 17,55 R$
Transporte em Foz (taxi): 58,00 R$
Hotel: 45,00 R$

Total: 251,25 R$


Nota:

1 - Ficou apenas faltando eu comentar que não assisti ao Congresso Técnico que estava marcado para às 16h00 do sábado, pois devido ao atraso do ônibus quando eu cheguei já havia terminado.

Faltou também um registro fotográfico com os amigos Emerson e Adriana da Acorremar de Maringá e com os atletas da equipe Acorja de Pernambuco (estes últimos, infelizmente acabei passando “batido” e não os reconheci). E uma foto com o atleta Vanderlei Cordeiro de Lima. Ele estava no Congresso Técnico, no jantar de massas e na largada da maratona, e não tirei foto com ele e ao final da prova infelizmente eu não o vi e fiquei só na vontade mesmo. hehe. Mas sei que haverá outras oportunidades para que eu possa tirar mais uma foto com este ídolo de todos os amantes do atletismo.

2 – Já quanto a organização da prova, foi impecável.

Como são todas as provas e eventos organizados pelo SESC-Pr.

Achei apenas muito fraco o kit, pois só vinha o chip, o número com alguns alfinetes, uma pequena mochilinha e uma camiseta. Além de um panfleto que continha informações da entidade SESC-Pr.

Panfletos informativos sobre a prova e/ou pontos turísticos de Foz do Iguaçu não veio.

Nas outras edições vinha um monte de papel que conseqüentemente seriam todos jogados no lixo causando danos ao meio ambiente. Esta atitude eu aprovei. Mas, o kit poderia ter sido um pouco melhorzinho.

Por exemplo: um boné, géis de carboidratos para serem usados durante a prova, etc etc etc.

Mas, enfim...

No final deu tudo certo, é isso que importa.

3 - Os vencedores das provas masculina e feminina foram João Marcos Fonseca com 2h20min46seg e Ilda Alvez dos Santos com 2h55min25seg.


4 - Quero pedir desculpa aos amigos blogueiros que sigo, pois desde a sexta-feira dia 24/09 não leio as atualizações postadas por vocês. Na semana que passou eu não me senti muito bem e praticamente não entrei na internet, mas aviso que esta semana que está se iniciando eu passarei em todos os blogs, ok? Muito obrigado.


Resultados aqui.


Mais fotos aqui.



Abraço a todos...



tutta

www.correndocorridas.blogspot.com
Twitter: @tuttacferreira

8 comentários:

CANELAFINA disse...

Parabens pelo desafio vencido. Uma paisagem das mais belas do mundo. Um grande abraço. Eduardo- Pelotas, RS

tutta disse...

Resposta ao Canelafina:
Obrigado Edu.
Realmente a paisagem da Maratona de Foz do Iguaçu é fantástica.
Abraço e bons treinos pra você aí no RS.


tutta
www.correndocorridas.blogspot.com
Twitter: @tuttacferreira

Dani disse...

Oi Tutta. Parabéns por mais uma maratona concluída e como sempre as suas participações são impecáveis. Claro que fruto de muita determinação e dedicação.
Bjos,
Dani

tutta disse...

Resposta à Dani:
Oi Dani, muito obrigado.
A prova foi muito difício, mas graças a Deus eu consegui fazer dentro do tempo previsto. E agora, que venha a próxima. rsrs
Bjinhus.


tutta
www.correndocorridas.blogspot.com
Twitter: @tuttacferreira

Thiago Melo disse...

Grande Tutta...que belo relato...da até vontade de participar de uma maratona...hehehe...quem sabe um dia quando eu tiver mais rodagem. Uma foto com o Frank já é demais, e ainda teve uma tirada por ele...hehehe...fala sério. Parabéns!!!! Abraços,
Thiago Melo
http://corredoraprendiz.blogspot.com/

tutta disse...

Resposta ao Thiago:
Valeu Thiago, obrigado.
Uma maratona é sempre desgastante, mas por outro lado, é muito, mais muito emocionante mesmo, poder cruzar uma linha de chegada de uma prova dessas.
Concerteza você irá gostar de participar e estarei na torcida para que isso aconteça logo logo, ok?
Já sobre o Frank Caldeira, foi emocionante poder tirar uma foto com esse fantástico atleta, e se fotografado por ele então, nem se fala, rsrsrs.
O "cara" pegou a minha câmera com maior satisfação e me fotografou, é sensacional. rsrs
Bem como a minha participação na prova. Pois, a emoção é tanta que não tem como descrever através de palavras...hehe

Valeu Thiago, abraço e tudo de bom pra você.


tutta
www.correndocorridas.blogspot.com
Twitter: @tuttacferreira

"VENCENDO BARREIRAS" disse...

Salve Tutta!!!
Valeu pelo prestigio ai acima!
É sempre uma honra estar ao seu lado!
Realmente correr em Foz é muito bom, por todo o clima que envolve essa Maratona e esse lindíssimo lugar criado por DEUS. Se DEUS quiser voltaremos mais vezes!
Abração!

tutta disse...

Resposta ao Vencendo Barreiras:
Valeu Marcos, por nada.
E a honra é minha em poder participar de provas contigo.

Quanto a prova em Foz, realmente é algo maravilhoso participar de uma prova daquelas. Pois ela saber unir muito bem esporte e natureza num só ambiente e com isso proporciona a nós "atletas" uma satisfação e uma alegria enorme em poder desfrutar um pouquinho daquele "santuário" ecológico.

Voltaremos lá mais vezes com toda a certeza.
Abraço.


tutta
www.correndocorridas.blogspot.com
Twitter: @tuttacferreira