domingo, 26 de maio de 2013

Corrida Nº 101 - Maratona de Brasília - DF (05mai2013)

.
Sem dúvida nenhuma a cidade de Brasília é uma das mais belas que já conheci. Foi um sonho estar lá. E foi num sonho que tive a revelação do meu tempo final de conclusão.

 Segue os dados gerais da prova:

Data: Domingo, 05 de Maio de 2013
Cidade: Brasília-DF
Nome da Prova: 6ª Maratona Caixa de Brasília
Distância: 42,195kms
Tempo: 2h54min27seg
Média Por Km: 4min08seg
Número de Peito: 94
Atletas Concluintes na Categoria Geral Masculina: 287 corredores
Colocação Geral: 11º Lugar
Atletas Concluintes na Faixa Etária de 35 a 39 Anos: 48 corredores
Colocação na Faixa Etária: 3º lugar


Tudo começou ainda no ano passado, quando vi a classificação geral e percebi que com o tempo que normalmente eu faço em maratonas me daria o direito de ficar entre os 10 primeiros colocados. Porém, o sonho começou a ser tornar realidade quando eu soube que Miguel Delgado e alguns outros Baleias estariam por lá. Antes disso a ideia era voltar pro Rio e repetir a maratona carioca. Mas, conversando com o próprio Miguel eu disse que trocaria facilmente a Maratona do Rio pela Maratona de Brasília. E isso foi se tornando realidade a cada semana que se passava. Miguel ficou 'encarregado' de pesquisar o menor preço da passagem aérea e ver um hotel também com menor preço na Capital Federal. E tudo se encaminhou bem.
Mesmo depois de tudo acertado, Ênio de BH havia conversado com João Batista (Baleia que mora em Brasília) e o mesmo disse que me hospedaria em sua casa sem problema nenhum. Cancelamos o hotel e fiquei os dois dias bem confortavelmente em sua casa. Por isso, desde já quero agradecer aos três por fazer com que este simples atleta aqui se sentisse nas nuvens em Brasília.

Depois de feita a inscrição foi hora de começar os treinos e os iniciei no dia 12 de março. Foram "apenas" 55 dias desde o início dos treinos até o grande dia: o dia da maratona. Foram quase 8 semanas de treinamento onde corri em média 4 dias por semana. Ou seja, dos 55 dias até a maratona eu treinei 32 deles. Foram 448kms percorridos em 30h17min12seg. O que deu uma media de 4min03seg por km. Manter este ritmo na prova seria um sonho. E se não fosse aquele final quase todo em subida até daria. Mais não deu. E na última semana quase que coloquei tudo a perder nesta prova. Num único descuido que tive ao longo de todo o treinamento e em um treino "bobo" de 8km na grama em um ritmo moderado que quase não suei, porém, fiquei com a camiseta meio molhada além do limite na segunda-feira que antecedia a prova eu acabei pegando um resfriado e a garganta veio a inflamar e assim ficou até o dia da prova. Mas, graças a Deus não me atrapalhou em nada na corrida. Só agravou um pouquinho mais e voltei a viagem toda tossindo e com dor e tive que ir no médico no dia seguinte da maratona.

Chega o dia da viagem.
Dia 3 de maio saio de Ubiratã e cerca de 9 horas entre viagem de ônibus, espera em aeroporto e conexões eu desembarco em Brasília e assim que saio do aeroporto, imediatamente encontro e sou encontrado por João Batista. Já nos conhecíamos de Assunção 2011, mais não tínhamos lembrança um do outro.
Fomos pra sua casa onde fui apresentado à sua filha mais nova (Cacá) a sua esposa (Izabel). Sua outra filha (Isa) a vi no dia seguinte.
Porém, antes de seguirmos para casa, o João me mostrou um pouquinho de Brasília: Banco Central, Catedral, Esplanada dos Ministérios e Congresso Nacional. Tudo muito lindo visto ao vivo e de pertinho.

No dia seguinte retornamos ao aeroporto para buscarmos mais alguns Baleias: Ênio de BH, seu filho Eninho, Ismael e sua esposa Daniele e Elaine, namorada de Miguel que acabou não indo por conta de um show do cantor Paul McCartney que aconteceria no sábado a noite, véspera da maratona em BH.
Ezilda e Waldeci também estavam em Brasília, porém, chegaram um dia antes e nos encontramos depois na retirada dos kits.
Enquanto alguns seguiam para a retirada dos kits levado por Izabel, outros iam com o João para a rodoviária onde ele iria buscar seus dois irmãos. Inclusive um deles, o Chico, acompanhou o João de Bike na sua estreia na maratona.

Com os kits nas mãos voltamos para casa, almoçamos e saímos um pouco. Desta vez para conhecermos melhor a capital brasileira. Achei um espetáculo tudo o que vi. É magnífico estar em um lugar que você só vê pela televisão. Algumas fotos eu publico mais abaixo.

A noite combinamos um jantar de massas num rodízio de pizzas e massas (macarrão) onde Elaine me entregou alguns presentes que Miguel Delgado me mandou (algumas cédulas e moedas (pra minha coleção) dos países em que ele correu e um livro (que ainda não li) do Vanderlei Cordeiro de Lima). E voltamos pra casa e fomos dormir por volta das 23:00hs.

O DOMINGO

Acordei por volta das 05:15h e fui me preparando. Aos poucos o pessoal que estava na casa do João foram acordando e em seguida tomamos o café e eu aproveitei que a Izabel tinha mel e acabei tomando umas três colheradas para ver se aliviava a dor na garganta e fomos para o local da largada.
Demoramos cerca de uns 15 minutos até a Esplanada e ficamos procuramos os demais Baleias para a "foto oficial". Eles demoraram um pouquinho a chegar e eis que pra nossa surpresa o Tinil que havia corrido em Boston, duas semanas antes, estava na prova. Nos cumprimentamos e eis que o restante da equipe chega e faltando uns 5 minutos para a largada tiramos a foto que será eternizada aqui e agora.

 Os 10 Baleias em Brasília:
Em pé: Ezilda, Elaine, João Batista, Izabel, Enio, Waldeci e Tinil.
Agachados: Tutta, Ismael e Daniele.
.

Na sequência desejo uma boa prova pra todos e sigo para um local mais próximo do pórtico de chegada e aproveitei para cumprimentar a ex-Baleia Meire e fiquei no aguardo da largada.

Pontualmente as 07:00 horas foi dada a largada.
A minha "estratégia" seria de tentar manter um ritmo médio de 4min por km até o km 30 e depois disso procurar manter um ritmo de até no máximo 4min30seg por km para assim completar a prova com cerca de 2h54min.

Já no primeiro km passei um pouco acima do esperado: 4min08seg. Talvez pelo fato de eu não ter feito aquecimento nenhum antes e por isso tenho saído mais cauteloso e com isso o ritmo não saiu. Se bem que neste início o meu cinto de hidratação com câmera, celular, gel de carboidrato e uma garrafinha de meio litro de água estavam balançando demais. Resolvi tomar um pouco e jogar outra parte da água fora e melhorou mais e no segundo km já passei um pouco mais rápido: 7min52seg no acumulado.

Neste início o percurso era fácil. Começou a complicar um pouco mais por volta do km 4 ou 5 quando pegamos uma subida meio forte e que retornaríamos a pegá-la no final da prova. Lá pelos kms 37 ou 38 em diante. Mas, apesar da subida, o meu ritmo não caiu tanto. Pelo menos não no início. Por que no final...

Quando completei o km 10 o tempo acumulado marcado pelo meu cronometro era de 38min48seg. Ou seja, estava abaixo do tempo médio que eu queria e isso era ótimo. E assim fui seguindo em diante e sempre fazendo os kms em torno de 3min50seg e 4min05seg.

Na metade da prova (km 21) e local do revezamento onde tinha alguns Baleias eu passei com 1h22min e alguns segundos e fui incentivado pelos amigos que estava ali esperando a sua hora de largar. Ismael Neto até tirou duas fotos minha neste momento. Uma está logo mais abaixo. A outra não saiu nem mesmo a minha sombra. Acho que ele deixou pra me clicar muito perto e fui um pouquinho mais rápido que o clique dele. rsrs

 Na passagem pelo km 21.
.

O ritmo estava tranquilo, o percurso também e as forças "renovadas" com um gel antes de completar a meia.
No entanto, quando foi se aproximando do km 30 o ritmo foi ficando mais lento. Porém, ainda conseguia correr na casa dos 4min por km que era o meu planejado.
Quando completei em definitivo o km 30 o tempo acumulado era de aproximadamente 1h58min. Dali em diante o ritmo foi caindo cada vez mais.

Até o km 32 o ritmo médio ficou nos 4min por km. Depois disso o ritmo foi caindo e cheguei perto de 4min40seg por km em determinado ponto. Nem mesmo outro gel foi o suficiente para dar mais energia para tentar suportar aqueles 10kms pela frente.

A partir do km 32 o percurso começava a subir e encontrar uma descida já estava mais difícil. E quando a encontrava o corpo já não tinha mais forças para tirar o "atraso" perdido nas subidas.

Os últimos 5 kms então, era pedreira pura. E se não me falha a memória, eram todos em subida.
No km 37 fui ultrapassado por um corredor e no km 38 por outro, que inclusive era da minha categoria e chegou três minutos a minha frente. Mas, tentar acompanhar alguém ali, naquele momento, era sinônimo de quebra mais a frente. O jeito então era administrar o tempo que mesmo fazendo até 5min por km me daria mais um sub-3h na maratona. E foi o que fiz.

Faltando uns 500 metros para a chegada tinha uma rampa de uns 70 metros mais ou menos do lado do Congresso Nacional que foi complicadíssima. Era muito íngrime.
Subi correndo, mais a verdade é que se tivesse um bebê engatinhando do meu lado me ultrapassaria sossegado.

 A tal "subidinha".
Pela imagem não parece tão íngreme, mas pessoalmente ... 'assusta'.
.

Pouco antes de terminar de subir a rampa um atleta que já havia concluído sua prova me disse para acelerar porque tinha um outro corredor se aproximando. Mais acelerar era quase impossível. As pernas e as forças já estavam mais pra lá do que pra cá. No entanto, após completar a rampa o pórtico de chegada fica bem mais perto e aí a emoção toma conta e a gente arruma forças não se sabe de onde e consegue acelerar um pouco para terminar bonito (ou nem tanto assim) na foto.
Consegui dar uma pequena acelerada e graças a Deus completei a prova sem ninguém mais ter me ultrapassado e com o tempo (do meu cronometro) marcando 2h54min27seg.
Na classificação geral vista no dia seguinte este foi também o tempo líquido oficial.
E a propósito, este tempo foi "premeditado" em um sonho.
No dia, ou melhor, na madrugada do dia 24 para o dia 25 de abril eu acabei tendo um sonho e neste sonho consistia que eu havia corrido uma maratona em um determinado lugar e feito em um determinado tempo. Na manhã seguinte, assim que eu acordei, eu anotei este tempo. Dois dias após ter completado a prova eu me lembrei deste sonho e fui conferir a marcação.E para minha surpresa e espanto, o tempo era exatamente o mesmo.
Dizendo assim talvez ninguém acredite, mais isso é a mais pura verdade. Achei inacreditável!

 Exausto; mais feliz por completar minha 7ª  maratona.
6ª  abaixo de 3 horas.
.

Depois fiquei esperando os demais Baleias e fui dando uma volta e tirando algumas fotos para guardar como lembrança de Brasília.

O surpreendente Tinil, mesmo correndo Boston 15 dias antes, completou a prova no Distrito Federal com o tempo líquido de 3h21min48seg. Depois veio Enio-BH com 4h33min58seg e por fim João Batista que estreou em maratonas com o belo tempo de 4h53min24seg.
Os demais Baleias fizeram o revezamento: Elaine e Izabel (5h04min07seg); Ismael Neto e Waldeci (5h34min41seg) e Daniele e Ezilda (5h34min42seg);

Após todos completarem a prova fiquei no aguardo da classificação e premiação por faixa etária.
No ano anterior este tempo me daria um lugar entre os 10 primeiros no geral e o 1º lugar na faixa etária. E este ano poderia dar pódio. Não o primeiro lugar porque tinha pelo menos um atleta que chegou antes de mim.

Com um pequeno atraso começaram a premiar as faixas etárias e logo na primeira premiação deu confusão por conta de estarem premiando atletas errados.
Na segunda foi a mesma coisa e aí atrasou mais ainda.
Quando chamaram os três primeiros colocados da faixa etária de 35 a 39 anos eu não estava entre eles. Fiquei meio frustrado na hora mais de certa forma me conformei. Mais, aí o atleta que me ultrapassou no km 38 e chegou 3 minutos na minha frente achou que tinha coisa errada e foi lá reclamar. Nisso, eu estava conversando com um atleta que tinha feito a prova bem acima das 3 horas me disse que o atleta que chamaram em terceiro lugar tinha chegado pouco na frente dele. E como entre o atleta que me ultrapassou lá no km 38 e eu, não chegou mais ninguém e daí eu fui lá 'reclamar' também.

Depois de uns 15 minutos de um fala daqui outro dali, resolveram pegar o nome, o número e o tempo que cada um tinha marcado em seu cronometro e que estava ali "disputando" o pódio e foram conferir. Em seguida vieram com o resultado certo e graças a Deus corrigiram o erro e premiaram os verdadeiros merecedores do pódio e eu estava entre eles: na terceira posição.

 Meu segundo pódio em três provas em 2013
.

Subi no pódio rapidinho e pedi pro Enio registrar o momento mais importante deste primeiro semestre de 2013 na minha carreira de atleta amador.
Já na classificação geral eu tinha uma esperança de figurar entre os 10 primeiros colocados. Mais, neste quesito não deu. Bati na "trave". Fiquei em 11º o que não deixa de ser um excelente resultado.

Depois disso voltamos rapidinho para a casa do João onde tinha um delicioso almoço nos esperando e as 16:00hs sua filha Isa e uma amiga dela me levaram para o aeroporto onde embarquei de volta pra casa e com a garganta mais ruim ainda.
Ela não me atrapalhou em nada durante a prova. Mas, após ela eu tomei dois copos de cerveja e vários de refrigerante bem gelado e viajei com dor e tossindo quase toda a viagem e no dia seguinte tive que ir no médico. Mais valeu a pena.

Segue abaixo mais algumas fotos:

 Nas alturas.
Em uma torre de TV tendo ao fundo a Esplanada dos Ministérios e o Congresso Nacional.
Esta torre tem 230 metros de altura. Estávamos a "apenas" 75 metros.
.
.

Imagem da Esplanada dos Ministérios e o Congresso Nacional ao centro visto da torre de TV.
.
.

 Na Catedral Metropolitana de Brasília.
.
.

Com o três irmãos: Chico, João Batista e Tião.
Completando a foto o Enio-BH, seu filho Eninho e eu, Tutta.
.
.

 Fazendo uma 'visitinha' pra Presidenta Dilma mais ela não estava em casa.
.
.

No jantar de massas no sábado a noite.
Foto "emprestada" do relato da Ezilda de Curitiba publicado no blog Baleias.
.
.

 O meu número da corrida.
.
.

 Durante a prova 1.
.
.

 Durante a prova 2.
.
.


Durante a prova 3.
.
.

Durante a prova 4.
Aqui era no último abastecimento com água. Por volta do km 39 ou 40.
A hidratação com água e Gatorade durante a prova foi ótima. Tinha até frutas por volta do km 30.
.
.


Já após a prova.
.
.


A bela medalha da prova tendo ao fundo a fantástica imagem do Congresso Nacional.
.
.

Pódio da faixa etária de 35 a 39 anos.
.
.


Classificação dos 10 primeiros atletas da faixa etária de 35 a 39 anos.
.
.

O meu sofrido troféu tendo em segundo plano os ministérios visto por traz.
.
.


Classificação geral dos 13 primeiros atletas na prova masculina.
.
.
Na prova feminina Marluce Queiroz Ferreira venceu a prova com 3:08:56, seguida por Grazielle Fracelino Pedroso na 2ª posição (3:15:06), Mirian de França Moreira em 3ª (3:25:47), Josiline dos Santos em 4ª (3:26:49) e fechando o pódio: Euza Maria Dias Gomes na 5ª colocação com 3:40:44. 



Agradecimentos:
Primeiramente a Deus por me proporcionar uma boa viagem, estadia e uma prova impecável em Brasília.
E um agradecimento especial a todos que de uma forma ou de outra me ajudaram e me apoiaram nesta prova. Alguns eu vou citar os nomes: João Batista e família (Izabel, Cacá e Isa) por me hospedarem em Brasília, Vereador Osdival de Ubiratã e Secretaria Municipal de Esportes de Ubiratã pela ajuda nas despesas, Fabio do Ubiratã On line, Jabuti Faceiro da Rádio Nova Clube Am e Jalmir Martins do Jornal A Verdade pela divulgação, ao Paulão Silva por me fornecer os suplementos e a todos os outros que pediram anonimato eu deixo aqui registrado o meu muito obrigado por tudo.

Mais sobre a prova no blog do Roberto: Corrida de Rua e Cicloturismo.
E no blog Baleias - por Ezilda de Curitiba.



Desde já agradeço a todos.


tutta/Baleias-PR
www.correndocorridas.blogspot.com.br

8 comentários:

BALEIAS disse...

Grande Tutta. Parabéns por todo esse final de semana na Capital Federal acompanhado pelos amigos Baleias que são o máximo, impossível não reconhecer. Grande aventura a sua e muito boa de ler. Pódio na Capital é mesmo inesquecível. Fique firme que Assunção já vem. Abraço forte. Miguel Delgado.

ALESSANDRO A GUIMARAES disse...

Parabens Tutta, representou muito bem sua cidade os BALEIAS , enfim voce mereceu !!!! To sempre na sua torcida !!

Alessandro Guimarães
BALEIAS /SP

Luiz Souza disse...

Olá Tutta.
Que lindo e emocionante sua prova. Parabéns e que continue assim.

Ah, só para avisar, acredito que seu feed corrigiu e está atualizando na minha lista de blogs
Abraços

ivana. disse...

Nossa, amigo, muito bom, PARABÉNS pela classificação, tu és craque ! Beijo e boa semana.

tutta disse...

Resposta ao Baleias:
Muito obrigado Miguel. Foi um final de semana inesquecível sem dúvida nenhuma. E tendo a companhia Baleias então ...nem se fala. Foi bom demais.
E quanto ao pódio, em qualquer lugar é inesquecível, na capital do país é memorável.
Grande abraço e se Deus quiser, quero conseguir estar em Assunção e espantar o "mal" que me ronda por lá. rsrs


Resposta a Alessandra A Guimaraes:
Obrigado Alessandro. Grande abraço e tudo de bom.


Resposta ao Luiz Souza:
Muito obrigado Luiz.

Eu percebi mesmo que havia corrigido. E eu não mudei nada aqui. Acho que deva ter acontecido algum erro nas duas postagens anteriores.
Abraço.


Resposta a Ivana:
Obrigado Ivana. E não sou tão craque assim não. Sou tão amador quanto você. Faço somente o que tá sob o meu alcance.
Beijo e boa semana pra você também.


tutta/Baleias-PR
www.correndocorridas.blogspot.com.br

Roberto Encarnação (Bikeselva) disse...

Tuta,
Foi um pódio muito disputado mas no fim o bom senso imperou e entregaram seu merecido troféu.
Parabéns pela dedicação.
Abraços!

Robson Corredor disse...

SENSACIONAL!
Vooando, chegando em 11° geral e quase sem troféu na categoria, o nível estava forte e vc venceu seus desafios, PARABÉNS!!!
Agora vai encarar Foz, dia 29/09?
Estaremos lá, abco.
http://corridaderuafoz.blogspot.com.br/

tutta disse...

Resposta ao Roberto Encarnação (Bikeselva):
Foi muito disputado sim Roberto.
Ainda bem que tiveram bom senso e corrigiram o erro.
Abraço e obrigado.


Resposta ao Robson Corredor:
A prova, na minha faixa etária, estava com atletas de alto nível e por isso foi bem disputada sim.
Quanto a ir a Foz em setembro eu acho que não vou não. Programei outras coisas pra este ano. Novamente a Maratona de Assunção no início de agosto e a Maratona de Curitiba no final de novembro. Portanto, Foz pra mim, Maratona de Foz do Iguaçu só em 2014 ou em 2015. No entanto, não há nada certo e de repente eu posso até mudar de ideia e ir a Foz. Mais ainda não sei direito.
Abraço, obrigado e boas corridas.


tutta/Baleias-PR
www.correndocorridas.blogspot.com.br