quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Corrida Nº 83 - 10ª Meia Maratona Rotary - Toledo-Pr (23/10/2011)

.
Uma reestréia dentro do tempo previsto, porém, nada bom se comparando a última meia em que disputei.


Dados gerais da prova:

Data: Domingo, 23 de outubro de 2011
Cidade: Toledo-Pr
Nome da Prova: 10ª Meia Maratona Rotary-Sicredi
Distância: 21,100km
Tempo de Conclusão: 1h19min48 (pelo meu cronometro); 1:20:06 pelo site
Média Por Km: 3min46seg
Número de Peito: 169
Atletas Concluíntes na Categoria Geral Masculina: 184
Colocação Geral: 43º lugar
Atletas Concluíntes na Faixa Etária 31 a 35 anos: 21
Colocação Faixa Etária: 7º lugar


Como citei mais acima, esta foi a prova da minha reestréia, já que fiquei um bom tempo parado devido a lesões: uma Tendinite Patelar (após a Meia das Cataratas em julho) e depois uma Orquite (após a Maratona de Assunção em agosto). Isso sem contar no desânimo que eu estava pra voltar aos treinos. hehe

Como eu não havia feito quase nada de treino de velocidade após o retorno aos treinos, já sabia que o resultado não seria grande coisa, como não foi. No entanto, terminei a prova dentro do tempo previsto.


O Antes

Apesar de eu ter conseguido um carro com o tanque abastecido, não o usei e o motivo cito nas notas logo mais no final da postagem.

Me encaminhei pra Cascavel no sábado onde ficaria hospedado na casa do Matheus Tonello, amigo Baleias daquela cidade. E ao chegar lá a noitinha, ele já havia "esquematizado" um jantar de massas com mais alguns Baleias: Andréia, seu marido Luís e os filhos Eduardo (o mais novo) e o mais velho não me recordo o nome.
O jantar foi fantástico. Num lugar chique demais.
Eu adorei.

Fomos dormir por volta das 23:30h e parece que a hora voou, pois derrepente ouço o alarme do celular despertando e já eram 06:10h da manhã.

Tomei um café da manhã composto por uma chícara de café com leite, uma fatia de pão integral e uma banana e fomos pra Toledo.
Chegamos lá por volta das 07:30h e fomos fazer a nossa retirada de kit.
E quase não consigo o meu, pois havia esquecido o comprovante em casa, mas graças a Deus o cara que me atendeu foi generoso e me entregou. Caso contrário eu teria que pagar denovo.
No kit veio apenas uma camiseta, o número adesivado que só ficou os pedaços ao final da prova. Eu que gosto de guardar todos os meus números de corridas, este eu terei que guardar só a métade, pois a outra métade o vento levou, literalmente (hehe) e o chip que depois trocaríamos pela bela medalha de participação.

Encontrei por lá pouco antes de retirar o meu kit os outros dois amigos e corredores de Ubiratã: Braguinha e Osdival. Éramos pra ir juntos, mas devido a um desinteresse por parte do Osdival (que irei contar no final) não deu certo de irmos.


A Prova

Preparado e aquecido fui para o local de largada e desta vez sem o Manto Coral, pois eu havia ganho a incrição, bem como o carro abastecido da BCA Transportes e apesar de não ter usado o carro pra ir para a corrida eu mantive a minha palavra e corri usando a camiseta e o boné da empresa.

Eu antes da prova



Não tão bem preparado como lá em julho na Meia das Cataratas, previ correr num ritmo mais lento, obviamente, mas querendo terminar a prova abaixo de 1h20.

A largada foi dada as 08:30h e seguimos numa seqüência de curvas no primeiro km e isso dificulta bastante, pois também junto com a largada da meia, houve a largada da rústica de 6km que na minha opinião poderia ser atrasada uns 10 minutos pra ter menos tumulto na largada de ambas as provas.
E eu como sou péssimo de largada fui ficando pra trás. Mesmo assim passei o km 1 com 3min44seg.
Já no km 2 sem grande tumuldo ou curvas fechadas passei com 3min31seg.
Pouco mais a frente encontrei as cinco primeiras colocadas na prova feminina e procurei manter o ritmo delas, pois achei muito bom e acreditei que elas poderiam fechar a prova na casa de 1h17 ou 1h18. Porém, o amigo de Cascavel, Nilmar estava a uns 50 metros a frente e tinha previsão de chegada pra 1h18 ou 1h19. E acabou fechando em 1:19:38.

Ao passar do km 5 percebi que o ritmo das atletas caíram, e eu achando que estava um pouco lento, preferi deixar aquele pelotão e seguir meio na cola do Nilmar.

Antes de completar o km 10, que passei com 37min42seg (doze segundos acima do previsto) pegamos uma ladeira enorme e na seqüência, uma subida bem forte, a mais forte do percurso na minha opinião. E pra piorar tudo, tinha um vento forte contra. Já no km 11, ultrapassei dos 4min/km e o vento forte continuava.

Com 15 quilômetros de prova o meu cronômetro marcava 57min10seg. E se eu quissesse terminar essa corrida com menos de 1h20 eu teria que tirar 1min10seg nos últimos 6,1kms.
No km seguinte o tempo que eu teria que tirar continuava em 1min10, ou seja, havia passado o km 16 com 4min cravados.

Junto com o km 17 veio mais uma subida. Aliás, este percurso é quase tão ondulado quanto a Meia das Cataratas, porém, lá nas Cataratas as subidas são mais longas.
E ali achei que não daria pra fechar a prova dentro do tempo previsto. Pois, faltava mais de 4kms e eu estava praticamente um minuto acima do esperado e tinha pelo menos mais 3 pequenas subidas pela frente ainda.

No km 18, mesmo com mais uma subidinha, tirei alguns segundos.
No km 19, o tempo era de 1h12min08, ou seja, eu tinha mais 2,1kms e teria que percorrê-los em menos de 8 minutos.
Tava difícil, mas não desisti.

Na seqüência passei bem próximo ao pórtico de chegada e mais a frente pegaria mais um pequinino trecho em subida e completaria o km 20. Aqui o meu tempo era de 1:15:52. Faltava 4min08seg pra percorrer 1.100 metros.
Dei uma acelerada e mantive a passada.

Já no tapete vermelho antes de completar a prova vi uma galerinha (crianças) todas de mãos estendidas para que eu as tocassem. Então estendi a minha e fui batendo uma por uma e olhando no relógio do pórtico os segundos se aproximando das 1h20 e cruzo a linha de chegada travando o meu relógio em 1h19min48seg. Longe de ser o meu melhor, mas para quem ficou cerca de um mês e meio parado e na seqüência não vinha treinando velocidade tá de bom tamanho.

Quase completando a prova e "tocando" nas mãos da criançada.
Bom demais ser um corredor, mesmo que seja amador.
Eu amo tudo isso, como diria o grande filósofo Miguel Delgado. hehe
Foto "gentilmente roubada" da
Galeria de Sandro Cabral.



Bom, após a prova, tirei algumas fotos que vocês poderão ver mais abaixo e fiquei aguardando a premiação, mesmo sabendo que eu não subiria no pódio, pois eu já havia conversado com o Jonh e ele havia me dito que era o terceiro. Aliás, quero parabenizar este meu "adversário" de categoria que é de Pato Branco, pois ele completou o percurso com 1:15:57, superando até o Rudnei também de Pato Branco que fez 1:16:09. Com isso, Jonh tem 3 vitórias contra 2 minha este ano.
Pra quem vinha acompanhando o blog deste o início deste ano deve estar sabendo dos duelos que nós dois travávamos. E das quatro provas (fora esta) ele havia chegado duas vezes em primeiro lugar na faixa etária e eu em segundo e nas outras duas vezes invertemos os papéis com eu em primeiro lugar (um vez na faixa e outra geral) e ele em segundo nas duas ocasiões.

E como desta vez eu não teria pódio, fiquei ali torcendo para o Matheus que havia concorrido na categoria Médicos na prova de 6km e tinha grandes sanches (segundo seu GPS deu a prova deu menos de 5.7kms) e ele acabou ganhando seu primeiro troféu na carreira e é de primeiro lugar. Parabéns Matheus. Este é o caminho dos grandes e o lugar dos melhores. Torço para que você conquiste muitos outros ainda.

Matheus estreando no pódio em GRANDE estilo.
Em 1º lugar na categoria Médico.
Repare que o troféu é quase na cor Baleias. hehe





Depois fomos para um delicioso almoço num pesque-pague em Toledo mesmo e às 14:20h já estava na rodoviária de Cascavel pegando o ônibus de volta pra casa.


Segue abaixo mais algumas fotos:

O meu número "inteiro".
Não tirei o depois da prova porque não valia a pena. hehe
.
.

Com a queniana Jacquecline Chebor, 4ª colocada feminina com 1:22 cravados, o queniano Charles Korir, 3º colocado masculino com 1:07:32 e o Adriano Bastos, 6º colocado com 1:08:18.
.
.

Com o amigo Marcos de Maringá.
Ele completou a prova em 1:29:04, ocupando a 67ª colocação geral na prova masculina e a 14ª colocação na faixa etária de 31 a 35 anos.
.
.

Com os amigos de Ubiratã: Osdival e Braguinha.
Osdival foi o 180º colocado com o tempo de 2:06:26 e o 24º na faixa etária de 46 a 50 anos.
Já o Braguinha foi o 177º colocado com o tempo de 2:05:05 e o 18º na faixa etária de 51 a 55 anos.
.
.

Classificação geral dos 20 primeiros colocados na prova masculina e do 38º ao 47º lugar.
.
.

Classificação completa da faixa etária de 31 a 35 anos.
.
.

Pódio dos 8 primeiros colocados na prova masculina
Crédito da foto blog
eucorro.com.
.
.

Pódio das 8 primeiras colocadas na prova feminina.
Crédito da foto blog eucorro.com.
.
.

Cruzando a linha de chegada e conferindo o "razoável" tempo sub-1h20.
Crédito da foto blog Galeria de Sandro Cabral.

.
.

A bela medalha tendo ao fundo o Lago Municipal de Toledo.




Dinheiro gasto com a participação nesta prova:

Passagens: 38,85 R$
Refeições (jantar, almoço e lanches): 59,00 R$

Total: 97,85 R$


Notas:
1 - Primeiramente agradeço a Deus pela saúde, disposição e oportunidade de completar mais uma prova.
Agradeço também ao José Bocalon, dono da BCA Transportes que pagou minha inscrição (30,00 reais) e que ainda disponibilizou um dos carros da empresa abastecido, porém, que eu não utilizei devido a um 'desinteresse' do Osdival em dirigí-lo, já que o Braguinha e eu não sabemos dirigir e nem temos carteira de habilitação. O caso é que: segundo o Osdival seria melhor irmos com o carro dele, ou que se tivesse alguém para dirigir o carro da BCA, pois assim ele não chegaria tão cansado na prova e teria um "rendimento" melhor. Mais o fato é que ele não estava muito afim de pegar o carro de outro pra ir. Com muito custo consegui fazer com que ele dissesse que dirigiria, mas sabia que ele tinha tido aquilo mais por pressão minha do que por interesse próprio. Pois dizia insistentemente que seria melhor se tivesse alguém pra nos levar.
Então, fui atrás de um motorista, e como ninguém se interessou em ir, uns diziam que tinham compromissos, outros davam desculpas esfarrapadas, outros diziam que iriam ver e que depois davam a resposta e com a raíva que eu estava acabei ligando para o Bocalon e desistindo do carro e depois informei aos amigos e o Osdival quase ficou louco me dizendo que ele havia me dito que dirigia o carro e eu respondia que realmente ele tinha dito isso, mas não tinha demostrado nenhum interesse e que dizia que era melhor ter alguém pra nos levar e a conversa durou vários minutos. Ele na insitência dizendo que tinha dito que dirigia e eu na insistência de que ele não havia se interessado muito. Enfim... rsrs
Resultado: acabei ligando para o Matheus pra ver se podia ficar mesmo na casa dele, pois outro dia ele já havia me feito a proposta e o Osdival acabou combinando com o Braguinha e foram com o carro dele.
Não sou de ficar "adulando" macho.
Se ele tivesse se interessado e dito que dirigia o carro sem problemas algum logo de cara quando perguntei, não teríamos despesas nenhuma, mas preferiu ficar fazendo "cú doce" e deu no que deu. hehe

Ah, e na volta deles para Ubiratã, insistiram pra que eu voltasse junto.
Mais nem a pau. hehe
E além do mais, eu tinha combinado com o Matheus e uma galera de almoçarmos por Toledo mesmo antes de voltar pra Cascavel.

Pra finalizar os agradecimentos, quero agradecer ao Matheus pela hospedagem e pela carona de ida e volta pra Toledo que foi de grande importância pra mim.

2 - Pontos falhos na organização.
Posso não ter direito de reclamar de nada, pois mesmo esquecendo meu comprovante de inscrição em casa o pessoal foi generoso comigo me entregando o kit, mas tem certas coisas que precisam ser ditas.
Como citei mais acima, a prova de 6km deveria ter largada um pouco mais tarde pra evitar tanto tumulto na largada que é composta por três curvas em seqüência.
O numeral de peito deveria ser feito de um material melhor, o meu quase não completou a prova porque rasgou todo com o suor, imagine se estivesse chovendo. Todo mundo iria chegar sem número.
Por ser uma meia maratona, deveria ter um posto de abastecimento com hidrotônico por volta do km 15 ao 18.
O kit lanche deveria conter um suco ou refrigerante, como aconteceu nos anos anteriores. Tivemos que comer a banana, a "barra" de chocolate com quase "meia-grama" e o mini sanduíche a seco.
A divisão por categorias, na minha opinião, deveria seguir a norma dos anos anteriores; de 4 em 4 anos.
Nas categorias deste ano (isso na meia) foram de 5 em 5 anos, isso sem contar na primeira que foi de 18 a 24 anos, ou seja, sete anos em uma única faixa etária.

3 - Pontos positivos:
Posto de abastecimento com água a cada três kms e entrega de medalhas no pescoso, como deve ser feito. Além de boa premiação tanto no geral como nas faixa etárias.
Apesar dos pontos falhos em que citei, eu recomendo esta prova.
4 - Resultados aqui.


Abraço a todos.



tutta-BALEIAS/Pr
www.correndocorridas.blogspot.com

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Momento Retrô: Corrida Nº22 - VII Corrida Rústica Cidade de Juranda - Juranda-Pr (16/12/2006)

.
Começa aqui no Correndo Corridas mais um Momento Retrô.
Provas em que participei na época em que eu ainda não tinha este blog.
E curiosamente a prova "relatada" de hoje é justamente uma corrida em que minha "atual" ex-namorada, Fernanda, foi me ver correr. hehe
Digo curiosamente porque no post anterior falei um pouco dos meus 4 anos do primeiro pódio e o motivo que me levou a voltar com "tudo" e 'mais' um pouco pra corrida e ela tem tudo a ver com isso. rsrs

Segue abaixo os dados gerais da prova:


Data: Domingo, 16 de dezembro de 2006
Cidade: Juranda-Pr
Nome da Prova: VII Corrida Rústica Cidade de Juranda
Distância: 10,500km
Tempo de Conclusão: 40min24seg
Média Por Km: 3min50seg
Número de Peito: 7
Atletas Concluíntes na Prova Masculina: 20
Colocação Geral: 9º lugar
Atletas Concluíntes na Faixa Etária "A": 13
Colocação Faixa Etária "A": 7º
lugar


Senão me falha a memória, esta prova na cidade de Juranda foi realizada nos dias em que se comemorava a Emancipação Político-Administrativa da cidade.

Infelizmente devido a pouca divulgação foram poucos também os atletas participantes.
Acredito que uns 35 no total.
Não lembro se havia alguma premiação em dinheiro, só sei que havia troféu para os 5 primeiros no geral e algumas medalhas (teve atleta que ficou sem).
As categorias não sei bem como funcionaram, não estou mais lembrado disso (hehe), só sei que eu participei da "categoria A" onde havia a maiorida dos atletas.

O percurso foi de três voltas com saída de frente a Matriz de Juranda e seguindo pela avenida até próximo a rodovia Br-369 e retornando, totalizando 10,5km.

A princípio a largada estava prevista para as 17:00h, mas devido a "falta" de atletas até aquele momente e com a temperatura ultrapassando os 35 graus ela acabou sendo atrasada para as 18:30h e ainda assim com poucos atletas e a temperatura ainda muito elevada.

Fomos em dois atletas de Ubiratã, um deles, o Magaiver acabou nem correndo tal era o "forno" que estava.
Na ocasião meu irmão Ney nos levou com seu "possante" (Fusca) e ainda foi com a gente a minha (até então) namorada, Fernanda, e a irmã dela, a Solange.

A inscrição foi de 10,00 (dez) reais e fazia-se na hora.

Sobre a prova, lembro que foi muito difício, não só pelo percurso, com três subidas, uma cada volta, mas também devido ao calor que estava quase insuportável.
Tanto é que alguns (dos poucos atletas) abandonaram.

E na terceira e última volta pensei em desistir também, mas devido ao incentivo "extra" com a presença da pessoa mais importante pra mim (a namorada) acabei desistindo de desistir. hehe
Inclusive ao passar por ela após iniciar esta última volta entreguei-a um copo d'água quase totalmente cheio que eu acabara de pegar e fui "agraciado" com um belo sorriso de muito obrigado.

Nos últimos 20 ou 30 metros antes de completar a prova, vendo que a posição já estava assegurada, fui caminhando tamanho era o desgaste.
Até então, esta havia sido a primeira vez em que eu caminhava em uma prova.
E depois de cruzar a linha de chegada peguei uns dois copos de água e me deitei na grama em frente a igreja. Estava literalmente exausto. E ela, (vocês já sabem quem) me abanou com uma pequena toalha e me senti o cara naquela hora. kkkkkk

Minutos depois foi pegar minha medalha e me perguntaram qual posição eu havia chegado e falei que tinha sido o sétimo, quando na verdade fui o nono geral, mas se eu tivesse dito isso com certeza eu não tinha ganho a minha, pois já deu trabalho pra pegar uma dizendo que fui o sétimo, imagine dizendo que tinha sido o nono então.rsrs

Tá certo que eu fui o sétimo sim, mas na categoria, mas não sei se me dariam a medalha caso eu dissesse que tinha sido o nono, pois não tinha medalhas pra todo mundo. Inclusive, acho que nem era pra dar medalha para os adultos, pois de manhã havia tido uma prova para as crianças e deve ter sobrado medalhas, por isso nessa medalha que eu recebi está escrito mirim, como vocês poderão ver mais abaixo. Acredito que tenha sido isso, pois fora estas eu não vi outras medalhas lá não. rsrs
Mas, nem liguei pela descrição estar errada. O que eu queria mesmo era a medalha pra guardar como recordação.
E consegui. hehe

Ah, já ia me esquecendo, completei os 10,5km em 40min24seg.
Tempo relativamente alto, mas vendo por outro lado até que foi bom. Pois o calor tava de "matar" e naquela época eu treinava muito pouco e sem grande objetividade.
E como dito acima, fui o 9º na classificação geral e o 7º na categoria que nem sei como foi dividida. rsrs


Segue abaixo algumas fotos.


Eu após a prova.
Reparem como meu rosto estava vermelho e isso com mais de meia hora após o término da corrida.

PS: Esta camiseta não quer dizer que fui patrocinado por esta empresa
.
.

Este foi o meu número que foi feito na hora e escrito com uma caneta destas de escrever em cd/dvd e em um matérial que chamamos aqui de "tnt"
.
.

Recorte de jornal de uma "matéria" que eu mesmo fiz e paguei 10,00 reais para publicarem aqui em Ubiratã no jornal Correio Popular. hehe
.
.

A medalha em frente (acima) e em verso (abaixo)

.
.

Fernanda e eu.
A mulher que me "botou" pra correr.

Ela não era linda??? hehe



Espero que tenham curtido um pouco da história do que ainda lembrei desta prova.
Aguardem que em breve tem mais Momento Retrô aqui no Correndo Corridas. hehe

Abraço a todos.



tutta-BALEIAS/Pr
www.correndocorridas.blogspot.com