segunda-feira, 31 de maio de 2010

Maio/2010 ---> Resumo


Dias de Competição: 2

(Cascavel-Pr – 8ª Etapa do Circuito SESC-Pr de Caminhada e Corrida de Rua dia 1º; "10km em 34min25seg")

(Foz do Iguaçu-Pr – 4ª Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu dia 26; "21,097km em 1h15min04seg")


Quilômetros Percorridos em Competição: 31,097km

Tempo: 1h49min29seg

Média Por Km: 3min31seg




Dias de Treinos: 16

Quilômetros Percorridos em Treinos: 122,5km

Tempo: 8hs13min21seg

Média Por Km: 4min01seg



Total de Quilômetros em Treinos e em Provas: 153,597km

Tempo Total: 10hs02min50seg

Média Por Km: 3min55seg




Dias de não Treinos: 13




Melhor tiro de 400m = 1min05seg, dia 05 (local: pista do estádio municipal)

Média tiro de 400m = 1min07seg (20 tiros ao longo do mês)



Melhor tiro de 1.000m = 3min10seg, dia 24 (local: Rodovia Br 369)

Média tiro de 1.000m = 3min12seg (3 tiros ao longo do mês)



Melhor tiro de 2.000m = 6min34seg, dia 27 (local: Rodovia Br 369)

Média tiro de 2.000m = 6min38seg (2 tiros ao longo do mês)



Melhor tiro de 3.000m = 9min57seg, dia 07 (local: Rodovia Br 369)

Média tiro de 3.000m = 10min04seg (3 tiros ao longo do mês)





Notas:
1 - Os meus treinos a partir do dia 16 não fluiram da maneira que vinham acontencendo.
Acredito que foi em função do meu esforço durante a Meia das Cataratas. Acho que ainda estou me recuperando.hehe
E também, o meu grande foco neste primeiro semestre de 2010 seria mesmo esta meia maratona.
O que vier daqui pra frente já é lucro..hehe
Mas espero voltar com todo o "gás" a partir de junho.


2 - E pra finalizar esta postagem quero dizer que já não estou orientando mais o Magaiver em seus treinos.
O motivo está descrito abaixo:

Há dois meses atrás (ver postagem) o meu amigo Magaiver pediu para que eu pudesse lhe dar umas orientações e lhe passasse alguns treinos para que ele não ficasse tão perdido sem saber o que fazer ao longo de sua semana.
Porém, ele desde o primeiro dia já não cumpriu os treinos que eu pedia para ele fazer.
E no dia 26 de abril ele ainda alegou que estava sentindo umas dores na canela (possível canelite, acredito eu) e disse que havia conversado com o seu cunhado (meu ex-treinador) e ele lhe disse que era devido a muita corrida no asfalto (porém o Magaiver só havia corrido apenas 4 vezes no asfalto ao longo daqueles primeiros 26 dias de abril) e pediu pra ele dar um tempo.
Fiquei meio indignado e provei pra ele, Magaiver, que ele não havia corrido praticamente nada no asfalto naquele mês. Não convencido com a minha prova, alegou que poderia ser o tênis (que era novo) e desde então não vinha treinando praticamente nada e apartir do dia 8 deste mês de maio resolvi parar de lhe passar treinos, pois já ando com muitas preocupações no meu dia-a-dia e preferi não ficar me estressando com uma pessoa que não liga a mínima em melhorar sua performance e conseqüentemente melhorar os seus tempos em provas que nunca baixaram de 43 minutos nos 10km.
Ainda assim ás vezes falo pra ele o que acho melhor e que poderia lhe render alguns segundinhos preciosos no final de uma prova. Ele até concorda (no momento) mas na prática, na hora dos seus treinos não faz nada além de rodar uns 8 ou 10km em ritmo confortável.
E se ele preferi assim, quem sou eu pra mudar não é mesmo???
E então é isso. Não estou mais orientando o Magaiver em treinos.

Ahh, e dia 13 de junho teremos uma prova válida pelo Circuito SESC-Pr em Marechal Cândido Rondon. Serão 10km com algumas subidas e quero ver como ele se sairá no resultado final.hehe



Abraço a todos.





tutta³³
www.correndocorridas.blogspot.com

sábado, 22 de maio de 2010

Corrida Número 61 - 4ª Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu - Foz do Iguaçu-Pr dia 16/05/2010



Data: Domingo, 16 de maio de 2010.

Cidade: Foz do Iguaçu-Pr.

Nome da Prova: 4ª Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu

Distância: 21,097km

Tempo: 1h15min04seg

Média Por Km: 3min33seg

Colocação Geral Masculino Adulto: 11º

Atletas Concluintes na Prova Masculina: 701

Colocação Faixa Etária de 30 a 34 Anos Masculina: 4º

Atletas na Faixa Etária: 113



No último final de semana (15 e 16 de maio de 2010) estive na cidade de Foz do Iguaçu-Pr, onde foi realizada a Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu (21,097km). Esta foi a quarta edição e minha terceira participação nesta prova fantástica, unindo esporte e natureza.




O SÁBADO


Fui para Foz do Iguaçu no sábado (15) e assim que cheguei lá (por volta das 16h30) me encaminhei de táxi para o Hotel Gran Via onde fiquei hospedado e na seqüência fui até o Hotel Mabu Thermas e Resorts fazer a retirada do meu kit que era composto por todos estes itens da foto abaixo.




À noite, teve um maravilhoso e delicioso jantar de massas no mesmo hotel. E diferentemente do ano passado (2009) o salão não estava dividido ao meio, possibilitando assim mais espaço e menos tumulto.


A comida estava ótima e quentinha, diga-se de passagem, e servida na hora marcada (19h00). Em 2009, nos foi informado que o jantar começaria as 20h00, mas quando eu e meu amigo Magaiver chegamos lá, o jantar já estava sendo servido há quase uma hora. Resultado: pegamos tudo gelado. Mas este ano ocorreu tudo perfeito e como critiquei no ano passado quero este ano deixar registrado os meus parabéns a organização.

Tivemos ainda som ao vivo (como nas outras edições em que participei) e um brinde no final do jantar (dois pacotes de biscoitos com fibras "um salgado e outro doce" que vinham acompanhados numa bela sacola).


Não encontrei ninguém conhecido, mas conversei com um atleta do Rio de Janeiro (ahh Jorge Ultramaratonista, ele disse que conhece você aí no RJ, mas infelizmente esqueci de perguntar o nome dele.rsrs). Depois sentaram junto a nossa mesa um casal de Londrina, conversei ainda com um outro senhor (Adir, vencedor da faixa etária acima dos 70 anos) e aproveitei ainda a ocasião para registrar algumas fotos com alguns atletas de elite.


Frank Caldeira, João da Bota, Giomar Pereira e o nosso medalista olímpico Wanderlei Cordeiro de Lima que deu uma pequena palestra e foi homenageado com uma placa
(foto no meu álbum de fotos em um link no fim desta postagem).




Depois retornei para o hotel e as 22h00 fui dormir e descansar para o dia seguinte.




O DOMINGO


Dormi muito bem até por volta das 03h15 da manhã, depois disso, fiz igual a resultado de tele-sena no SBT, de hora em hora eu despertava.hehe

Quando foi as 06h05 me levantei definitivo, tomei o meu café da manhã e fui para o local da largada.


Muita gente, uma garoa fina e frio, algo em torno de uns 15 graus (talvez menos) mas que não foi páreo para desanimar nem desestimular os atletas que estavam ali para vencer mais um desafio: os 21km mais 97 metros daquela meia maratona.


Às 8 horas em ponto foi dada à largada da elite feminina (7 atletas apenas largaram nesta hora) em frente ao hotel Mabu.

Em minha opinião, a elite e a geral feminina tinham que ser numa largada só, por dois motivos:

O primeiro e principal deles é: valorizar as mulheres numa largada única e exclusiva para elas.

O segundo: evitar o grande tumulto na largada masculina, possibilitando assim um ritmo mais forte dos homens desde o início e sem risco de atropelamentos e sem atrapalhar o desempenho tanto dos próprios homens quanto das mulheres.

A largada da elite masculina (11 atletas) juntamente com o geral masculino e feminino se deu dez minutos depois da largada da elite feminina (08h10).


Saí bem próximo a fita de largada, tanto é que demorei apenas dois segundos para pisar no tapete de cronometragem. Não houve divisão por baias entre elite e geral.


Por ter treinando em um ritmo de 3min30seg por km projetei fazer o percurso todo neste ritmo, porém, não sei se isso seria possível até o final devido às muitas subidas do percurso.

Mas de qualquer forma projetei fazer algo em torno de 17min30 a 18min no máximo a cada 5km.

O meu objetivo era quebrar o recorde na distância que persistia desde 2008 (1h15min23seg) na mesma Meia das Cataratas.


No km1 por ser todo ele em descida, passei em 3min15seg.

Mas procurei me conter para não “quebrar” na parte final da prova.

Já no km2 passei dentro do programado, 3min30seg.

No km3, 3min25seg, no km4 devido a uma subida já um pouco mais íngreme passei com 3min46seg.

Fechei na seqüência o km5 em 17min33seg.


Entre os kms 5 e 10 tivemos duas subidas mais longas e íngremes.

No km7, próximo a entrada do aeroporto e no km9, antes de entrar no Parque Nacional do Iguaçu.

O ritmo aí deu uma pequena caída e fechei a marca dos 10km em 35min29seg, (17min56seg nos últimos 5kms, ainda dentro do programado).


Km12 (começa a chover de fez e a chuva persistiu ao logo de toda aquela manhã). Veio aí também o primeiro ponto de hidratação com hidrotônico. Perdi alguns segundinhos preciosos e que iria fazer falta lá no final, pois como o hidrotônico era servido em copinhos de plásticos abertos, peguei um dos copos, caminhei por uns metros para poder tomá-lo sem engasgar e assim que tomei (cerca da metade ou pouco mais) voltei a correr novamente.


Km15, 53min29seg (a exemplo dos 5kms anteriores o tempo destes últimos 5 foram de 17min56seg).

Daí pra frente o “bicho” pegou literalmente.


As subidas dentro do Parque Nacional do Iguaçu não são tão íngremes, mas são constantes.

Mal acaba uma e lá vem outra e como não estou tão acostumado a correr em um percurso tão acidentado assim, sofri bastante para manter o ritmo.

Porém, pude-me reidratar novamente com hidrotônico no km18. Desta vez não eram copinhos abertos não, e sim a garrafinha do próprio hidrotônico. Agarrei uma garrafinha (nem quis água) e seguí tomando alguns goles até o km 19 e depois deixei-a ao lado de um dos cones que dividiam a pista entre os atletas e os carros que trafegavam no dentro do parque, pois assim ficaria mais fácil o recolhimento da garrafinha depois.


Apartir dali, já podia se ouvir o barulho das quedas nas Cataratas.


No km20, do lado esquerdo podia-se ver as magníficas quedas com um grande volume de água. Uma beleza que só Deus, através da natureza pode nos proporcionar.

É um visual indescritível, só quem viu mesmo ou conhece pode saber o que estou falando.

Dali em diante você ganha um “gás” extra e segue como se a prova estivesse começando naquele momento.


Aliás, um detalhe aqui até inacreditável. Entre os kms 15 e 20 passei no mesmo tempo dos dois últimos 5kms (17min56seg) e o tempo total neste momento marcava 1h11min21seg.

Faltava pouco para bater o recorde da prova, pensei.

Mas havia esquecido algo importantíssimo.

Faltavam ainda 1.097 metros, portanto, mais de um quilômetro. E se eu quisesse mesmo sair da prova com um novo recorde pessoal eu tinha que correr como se estivesse fazendo treinos de tiro (não ao alvo, mas intervalado rsrs).

E foi o que fiz.


Porém, antes disso um dos fotógrafos da prova pediu para eu olhar pra ele pra tirar uma foto tendo ao fundo as imponentes Cataratas (foto essa que ainda não consegui encontrar no site, rsrs). E depois foi pernas pra que te quero.rsrsrs

Na metade deste último km tem uma subida que me “arrebentou” na maratona de 2008. Na ocasião, terminei-a quase andando.

Entretanto, desta fez disse a ela: ‘hoje você não vai em vencer não’.

E subi como se estivesse descendo. Se é que me entendem, rsrsrs.

Mas...

Ao chegar quase no topo, cerca de uns 30 metros para terminá-lo, (a subidinha era de uns 180 a 200 metros aproximadamente, só que bastante íngreme) dei uma pequena queda no ritmo, algo que me tirou um ou outro segundinho importante (a exemplo do primeiro posto de hidrotônico lá atrás que caminhei alguns metros).


Mas assim que cheguei ao topo que avistei o pórtico de chegada, o cansaço e as dores já não existiam mais.

Olhei para o cronômetro, 1h14min07seg, faltavam ainda uns 300 metros, mas agora em descida.

“Voei”, literalmente e completei a prova fazendo aviãozinho e com anúncio do locutor e tudo.rsrs

E o meu mais novo recorde apareceu ali, naquele momento, naquela corrida, denovo nas Cataratas: 1h15min04seg. Por pouco não faço uma meia maratona sub 1h15, se não fosse a "andadinha do hidrotônico", nem a "diminuída" do ritmo nos últimos metros da subida antes da linha de chegada isso teria acontecido.

Mas tudo bem.

Terminei feliz e satisfeito com tempo e o recorde. Ainda mais por que hoje treino sem orientação, e corro muito menos que dois anos atrás quando era orientado por um treinador e treinava feito um “condenado”, seis dias de treinos fortes por semana, hoje em dia faço apenas três treinos fortes com dois treinos regenerativos na grama e dois dias de folga. E ainda tendo que compartilhar tudo isso com oito horas e meia de trabalho por dia.

Não é mole e nem fácil não. Tem que ser forte e determinado. E isso graças a Deus acho que sou. rsrs


Depois do término da prova, recebi a minha medalha de participação, me hidratei novamente com hidrotônico (ahh, a hidratação com água durante o percurso era a cada 3km) peguei meu kit lanche (uma maçã pequena, uma banana média e uma barra de cereal), tirei duas fotos para registrar o momento, fui me trocar porque tava chovendo e frio e na seqüência comi os itens do kit lanche, conversei com alguns atletas, inclusive eles falaram que o meu tempo é tempo de elite hehe. Pode até ser, mas sou amador rsrs. E fiquei na espera da premiação, torcendo para dar um pódio para coroar com chave de ouro mais este final de semana fantástico. E com direito a recorde pessoal na distância. hehe


Primeiro premiaram a categoria geral feminina e depois a masculina (fotos e reportagem no post anterior) e começaram a premiar as faixas etárias começando com os atletas acima dos 70 anos.


Premiaram algumas categorias e eu na expectativa de novamente estar no lugar mais alto do pódio a exemplo dos anos de 2008 e 2009 quando venci a faixa etária de 30 a 34 anos, ou de no mínimo estar entre os três primeiros desta faixa.


Pouco depois saiu a classificação em um mural e fui conferir.

O primeiro que vi fui à colocação na classificação geral (11º) e um pouco mais a frente, próximo a minha idade estava o número 4. Pô, não conseguia entender. Fui o 11º geral e com um tempo melhor do que os dos dois últimos anos e ficar em 4º na faixa etária, deve ter alguma coisa de errado, pensei comigo.

Daí cheguei mais perto e pude constatar o que tinha acontecido.

A exemplo dos outros anos, os atletas de elite que não foram premiados no geral, entravam na faixa etária. E dos cinco atletas que ficaram entre o 6º e o 10º lugar na classificação geral, três deles eram da mesma faixa etária que a minha. São eles: 1º Claudemir da Silva Cardoso, 2º João Marcos Fonseca e o 3º era nada mais nada menos que Anoé dos Santos Dias. Daí fica dificio (pra não dizer impossível) um simples atleta amador como eu disputar um lugar no pódio com atletas que ganham à vida correndo.


Mas de qualquer forma fiquei super satisfeito com o resultado, pois sei que fiz o meu melhor, E quanto ao pódio, ahh, isso virá outros concerteza.rsrs


Acabei nem assistindo o restante da premiação, pois como eu não ia subir no pódio mesmo, aproveitei e fui de “encontro” com as Cataratas do Iguaçu.



É isso aí.

É o que tenho a dizer a respeito desta minha 61ª corrida.

Acho que ficou um pouco extenso, mas é o que aconteceu na minha participação nesta prova.

Espero ter agradado.rsrsrs

E até uma próxima se Deus assim nos permitir.



Segue abaixo algumas fotos.

Antes da largada.

.

.

Após o término da prova.

.

.

Nas Cataratas.

.

.

Minha 52ª medalha, quarta em 2010.

.

.

Classificação dos 13 primeiros colocados.

.

.

Minhas três medalhas da Meia das Cataratas (2008/2009/2010) 2ª, 3ª e 4ª edição respectivamente.

.

.

As Cataratas do Iguaçu 1.

.

.

As Cataratas do Iguaçu 2.

.

.

As Cataratas do Iguaçu 3.




Outras fotos, porém, podem ser visualizadas clicando neste link.



Dinheiro gasto com a participação nesta corrida:


Inscrição: 100,00R$

Passagens de ida e volta: 77,65R$

Táxi no sábado e no domingo: 68,00R$

Hotel: 40,00R$

Lanches: 6,50R$

Outros gastos (3 quatis de pelúcia): 80,00R$


Total: 372,15R$




Agradecimentos: a colunista Adriana Santos e ao portal Ubiratã On Line pela divulgação.


Classificação geral completa masculina e feminina podem ser visualizadas clicando no link da 4ª Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu.





Curiosidades com os números:


1 - Esta foi a 4ª edição da Meia das Cataratas; 4ª também foi a minha colocação na faixa etária. Além de ter tirado fotos com 4 atletas de elite.

2 - O meu número de peito foi o 523 que somados (5+2+3 dá 10); 10 foi a quantidade de atletas que chegaram a minha frente.

3 - O meu tempo líquido foi de 1h15min04seg que somados (1+1+5+0+4 dá 11); 11 foi a minha ordem de chegada.


E assim finalizo o post.hehe



Abraço a todos...




tutta³³
www.correndocorridas.blogspot.com


terça-feira, 18 de maio de 2010

4ª Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu

Largada elite masculina e geral masculina e feminina



Disputa entre os homens é decidida nos últimos metros; queniana ganha com folga

Num final de prova emocionante, o brasileiro Damião Ancelmo de Souza venceu a 4ª Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu — Troféu RPCTV 50 anos, neste domingo (16). Entre as mulheres, a vencedora foi a queniana Dorcas Jepchirchir Kiptarus. No total, a corrida teve 1054 inscritos.


Masculino - Damião completou a prova com o tempo de 1h3min57s. O segundo colocado foi Franck Caldeira (1h3min59); Giovani dos Santos ficou em terceiro, com 1h4min31s; João da Bota, em quarto com 1h4min40s. Um dos favoritos, o queniano Joshua Kiprugut Kemei (1h5min34s), que manteve a liderança por boa parte da corrida, terminou em quinto.


Nem mesmo a chuva e a baixa temperatura impediram o alto nível das disputas entre os competidores. Como nas edições anteriores, a corrida também contou com muita animação e entusiasmo dos participantes em todo o percurso.


Durante a maior parte da prova, Joshua Kemei, Franck Caldeira e Damião Ancelmo de Souza se revezaram na liderança, seguidos de perto por Giovani dos Santos. Imprimindo um ritmo forte na corrida, o queniano acabou perdendo ritmo e foi superado pelos brasileiros.


Mas o momento de maior emoção foi a disputa entre Franck Caldeira e Damião de Souza. Franck liderava até o último quilômetro da prova, quando foi surpreendido por uma arrancada de Damião. “O meu forte é a velocidade no fim da corrida. Mantive o ritmo até que apareceu a chance de passar e aproveitei”, explicou Damião.


Feminino — Líder durante praticamente todo o percurso, no feminino, Dorcas Kiptarus (1h14min44s) abriu boa vantagem. Na metade dos 21 quilômetros, a diferença — que seria mantida até o fim — entre a queniana e a segunda colocada, a brasileira Marily dos Santos, já superava dois minutos.

“Senti dificuldade por causa do percurso e o clima frio”, confessou a vencedora, que disputou sua primeira meia maratona no Brasil. “O percurso exige muito por causa da subida, mas vale a pena por causa do cenário da chegada”, disse.


Marily completou a prova em 1h17min24s. Pouco mais de um minuto à frente da também brasileira Sirlene Souza de Pinho (1h18min19s). Conceição Carvalho Oliveira (1h18min51s) e Ilda Alves dos Santos (1h19min38s) completaram o pódio.


Premiação
— Os cinco melhores nas duas categorias levaram o Troféu RPCTV 50 Anos, em referência ao cinquentenário da emissora, e dividiram R$ 60 mil — a maior premiação do Brasil em provas dessa categoria. Os campeões faturaram R$ 12 mil; os segundos e terceiros lugares ficaram com R$ 8 mil e R$ 5 mil, respectivamente. Os quartos lugares ficaram com R$ 3 mil; e os quintos, com R$ 2 mil.

Também receberam troféus da Meia Maratona das Cataratas os vencedores nas categorias por faixa etária e os primeiros colocados na categoria especial para corredores de Foz do Iguaçu.


Pódio Masculino Geral:
1º lugar: Damião Ancelmo de Souza: 1h03min57s,
2º lugar: Franck Caldeira: 1h03min59s; 3º lugar: Giovani dos Santos: 1h04min31s; 4º lugar: João Ferreira de Lima: 1h04min40s; 5º lugar: Joshua Kiprugut Kemei: 1h05min34s

.

.


Pódio feminino geral:

1º lugar: Dorcas Kiptarus: 1h14min44s; 2º lugar: Marily dos Santos: 1h17min24s; 3º lugar: Sirlene Souza de Pinho: 1h18min19s; 4º lugar: Conceição de Maria Carvalho Oliveira: 1h18min51s; 5º lugar: Ilda Alves dos Santos: 1h19min38s


Fonte: Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu


Nota: Quanto a minha participação, contarei nos próximos dias. Mas posso adiantar que fui muito bem obrigado.hehe


Abraço a todos.



tutta³³
www.correndocorridas.blogspot.com

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Aprendiz de The Flash

Correr não é fácil, ainda mais se você for um atleta amador e ter que dividir o seu dia com muitas obrigações, entre elas o trabalho, e ao final do dia sair para treinar.
Não é nada fácil.
Porém, não podemos ficar dando desculpas para não treinar, ou simplesmente fazermos aqueles treininhos merrecas que não nos levam a lugar nenhum (tenho um amigo aqui em Ubiratã que sempre dá desculpas para não treinar forte e o tempo dele em provas de 10km é o mesmo de 10 anos atrás.hehe).
Temos que "dar o sangue" literalmente falando se queremos chegar um pouquinho mais à frente, não é verdade?

Hoje pra mim, por exemplo, foi um dia daqueles.
Aparentemente normal.
Acordei às 7h10, entrei para o trabalho às 8h00, das 11h30 às 13h00 é o meu horário de almoço e depois novamente trabalho até às 18h00.
Os meus treinos se desenrolam sempre após às 18h15.

E como faltam apenas 4 dias para a prova mais importante pra mim neste primeiro semestre de 2010: a 4ª Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu.
Resolvi fazer o meu último "teste" hoje.
Aliás, este treino seria no domingo passado dia 9, mas como eu não me senti muito bem fisicamente, "abortei" ele no km5 e voltei caminhando pra casa.

Daí hoje, resolvi fazer os 17kms programados para aquele dia.
E me surpreendi com o resultado.
Acredito que tenha sido pelo repouso destes dois últimos dias e pela temperatura do final desta tarde, onde marcava algo aproximadamente na casa dos 15 graus. Adoro correr com temperatura fria e/ou chuva.

O treino foi um daqueles para ficar para a história, pois nunca nestes meus quase 10 anos e meio de atletismo eu havia feito algo parecido.
Pra começar, passei a marca dos 10kms em 34min57seg (recorde em treinos).
Depois, na marca dos 15kms (novo recorde em treinos) 52min45seg.
E pra finalizar com chave de ouro o meu último treino de ritmo antes da Meia das Cataratas, fechei os 17kms abaixo de uma hora (meu recorde anterior era de 16kms em 1 hora).
Pra ser mais exato, terminei os 17kms em 59min34seg.

Realmente algo para ficar na história, pois sou apenas um atleta amador e fazer um treino, num ritmo desses após um longo dia de trabalho, não é pra qualquer um não.
Não é querendo me "achar o tal" não, mas já me achando, rsrsrs, acho que estou virando um Aprendiz do The Flash.rsrs

E que venha a Meia das Cataratas agora.hehe


Ahh, e como diria o Máscara: Alguém me segure...rsrsrs



Abraço a todos


tutta³³
www.correndocorridas.blogspot.com

domingo, 9 de maio de 2010

Atleta de Ubiratã se Destaca no Esporte



Esta matéria foi postada no Portal Ubiratã On Line (
www.ubirataonline.com.br) na última segunda-feira dia 3 de maio.
A autora é a colunista do portal e minha amiga Adriana Santos e estou reproduzindo-a aqui, pois esta matéria se trata deste amigo que vos escreve: Eu, Tutta. hehe

Confiram como ficou!



Atleta de Ubiratã se destaca no esporte


Claudemir Ferreira, mais conhecido como Tutta é um atleta que vem tomando espaço na área dos esportes de atletismo. Nascido na cidade de Ubiratã no dia 1º de Junho de 1977, morou por 17 anos na comunidade São João, passando a vir morar na cidade após o falecimento do avô. Em 1994 Tutta participou de uma prova de 6 quilômetros aqui mesmo em Ubiratã em combate ao tabagismo, mas só começou a fazer parte do atletismo aos meados de 1999, por incentivo do amigo Ricardo, que já corria desde 1998, sendo um dos melhores do município.


Claudemir que ainda estava em período colegial, onde cursava o terceiro ano no colégio Carlos Gomes, estudava a noite e no período diurno trabalhava. Prometeu ao amigo que assim que concluísse o segundo grau, passaria a treinar, começando assim sua vida ao esporte no ano 2000 no dia 1º de Janeiro.


No ano, apesar de não ter treinado muito, resolveu ir à prova que aconteceria na cidade de Santa Helena, onde concluiu os 10 quilômetros em 42 minutos e 53 segundos.
E de lá pra cá vem participando de provas tanto dentro, como fora de Ubiratã, correndo nos Jogos Abertos Municipais e, conquistando sempre boas colocações.


Surgiu daí a vontade de fazer parte da São Silvestre, umas das provas mais competidas e almejadas de São Paulo, tendo seu sonho realizado no ano de 2004. Sendo esta primeira de muitas outras participações em provas fora do estado do Paraná.


Hoje quase aos 33 anos de idade, sendo 10 deles dedicados ao atletismo, Já correu 3 maratonas, 4 meias maratonas, 4 São Silvestre e muitas outras provas com distâncias menores que 10,5km, totalizando 60 corridas, sendo 9 delas no estado de São Paulo.


Seus recordes são 2 horas e 39 minutos na maratona, 1 hora e 15 minutos na meia maratona, 58 minutos e 29 segundos na São Silvestre e 33 minutos e 25 segundos em provas de 10 quilômetros. Tendo em sua galeria, 51 medalhas e 19 troféus, sendo 7 de primeiro lugar, 3 de segundo lugar, 7 de terceiro lugar, 1 de quarto lugar, e 1 mini troféu de participação, além de outros títulos municipais onde não haviam premiação em troféu.


È atual bi-campeão na faixa etária de 30 a 34 anos na Meia Maratona das Cataratas do Iguaçu, onde dia 16 de maio haverá a 4ª edição da prova e ele estará por lá para tentar o tri.


Pódio da 3ª Meia Maratona das Cataratas 2009 (Bi-campeão 2008/2009).
.
.
.

É também bi-campeão por faixa etária na etapa de Cascavel do circuito SESC-Pr de Corrida de Rua.

Pódio Circuito SESC-Pr em Cascavel (Bi-campeão 2009/2010)
.
.
.

Força de vontade, determinação e fé, são itens que não faltam em sua vida. Seus treinos são feitos apenas cinco dias da semana; Onde varia entre treinos com intensidades fortes, fraco, e moderado e são realizados nos mais diversos lugares. Desde a pista de atletismo no estádio Claudinão, nas margens da BR 369, Condomínio Paineiras, rodovia que liga Ubiratã ao distrito de Yolanda, comunidade São João entre outros.


Tutta é um atleta amador que vem se destacando cada dia mais, tanto no município de Ubiratã, como também em cidades ao redor.


Ao dar entrevista a Colunista Adriana Santos, o atleta nos falou de suas metas e conclui deixando uma mensagem aos Jovens.

Adriana Santos: Quais são as metas que você deseja alcançar neste ano de 2010?


Tutta: Bom, a minha principal meta é fazer os 10 quilômetros na casa dos 33 minutos até o final do ano. Porém, pretendo fazer duas maratonas que são provas de 42km, e daí os treinos serão de mais volume e menos velocidade. Mas, pretendo fazer os 10 km na casa dos 33 minutos se não der esse ano, pretendo ser ano que vem.

Adriana Santos: De todo esse tempo que você tem se dedicado ao atletismo? Qual foi a situação que você pode retirar um aprendizado completo; aquele que você nunca o esqueceu?


Tutta: Acredito que quando queremos algo, quando temos algo em mente e isso pra gente é importante, a gente consegue alcançar, basta ter confiança em si e não desistir jamais, mesmo que surjam obstáculos, dificuldades ou pessoas que tentam impedir sua vitória, basta você ter fé e acreditar. Nada na vida é fácil, pois se fosse, todos conseguiriam e daí não teria a mínina graça. Temos que nos esforçar para conseguir aquilo que nos completa, que nos realiza.


Adriana Santos: Antes do incentivo do seu amigo Ricardo, em momento algum você sonhou ou apenas analisou fazer parte de uma equipe de atletas? Qual foi a sua reação ao entrar em meio ao mundo dos esportes?


Tutta: Antes do Ricardo, jamais me imaginei correndo. E quanto a fazer parte de uma equipe, sempre sonhei em ter algo aqui no próprio município, mas o incentivo a pratica do atletismo é praticamente zero por parte dos governantes locais. Já em relação ao entrar para o mundo dos esportes, da corrida propriamente dita, não tinha pretensão nenhuma no inicio. Mas depois me tornou uma obrigação, pois após o rompimento de um namoro que durou um bom tempo, me senti perdido, nada mais fazia sentido, e encontrei na corrida a verdadeira alegria e vontade de viver, que até então havia terminado com o fim daquele relacionamento.

Adriana Santos: Como um bom atleta amador, qual é a mensagem que você passa aos jovens e crianças que um dia sonham entrar no esporte como você?


Tutta: Primeiramente que escolham o seu esporte favorito, depois que sigam sua carreira procurando se aperfeiçoar cada vez mais, sem se descuidar da saúde, pois um atleta que se preze tem que se cuidar e fazer check-ups regularmente, e que não façam do esporte algo que lhes causem esforços desnecessários para se conseguir chegar ao auge rapidamente, pois assim acabaram perdendo a sua infância e sua vida com seus parentes e amigos, mas façam-no de forma prazerosa e assim se sentirão felizes e realizados...


Pódio Corrida Volta ao Lago 8k - Cascavel-Pr (22/11/2009)
.
.
.


Com o Vanderlei Cordeiro de Lima na última etapa do Circuito SESC-Pr em Curitiba (29/11/2009)

.

.

.


85ª Corrida de São Silvestre (31/12/2009)
.
.
.


Nota:

Quero agradecer mais uma vez ao Fábio, diretor do portal Ubiratã On Line, pela divugação da participação dos atletas ubiratanenses e da minha vitória na faixa etária na prova do Circuito SESC-Pr em Cascavel no último dia 1º de maio de 2010.

Caso queiram conferir, basta clicarem aqui.



Abraço a todos.


tutta³³
www.correndocorridas.blogspot.com


domingo, 2 de maio de 2010

Corrida Número 60 - 8ª Etapa do Circuito SESC-Pr de Caminhada e Corrida de Rua - Cascavel dia 01/05/2010


Data: Sábado, dia 1º de maio de 2010.

Cidade: Cascavel-Pr.

Nome da Prova: 8ª Etapa do Circuito SESC-Pr de caminhada e Corrida de Rua

Distância: 10km

Tempo: 34min25seg

Média Por Km: 3min26seg

Colocação Geral Masculino Adulto: 5º

Atletas Concluintes na Prova Masculina: 123

Colocação Faixa Etária de 30 a 34 Anos: 1º

Atletas na Faixa Etária: 14



Ontem, dia 1º de maio de 2010, Dia do Trabalho ou do Trabalhador como queiram.

Dia da morte do inesquecível Airton Senna da Silva (16 anos). Foi dia também de corrida valida pelo Circuito SESC-Pr de Caminhada e Corrida de Rua na cidade de Cascavel (8ª etapa).

A minha participação foi algo que considerei como IMPECÁVEL.

Vou tentar descrever aqui, mas acho que vai ser bem difício expressar toda a emoção que senti e que aidna estou sentindo.hehe


Ao chegar em Cascavel com os amigos ubiratanenses (Magaiver, Luís Braga e Osdival) já fui logo encontrando alguns outros amigos das corridas. Uns até dignos de ser chamados de atletas de elite, como é o caso do Rudinei da cidade de Pato Branco. O cara literalmente “voa” em uma prova de pedestrianismo. Mas que infelizmente nessa prova ele não se sentiu muito bem devido a sua pressão ter subido ou coisa assim. Mas de qualquer forma ele correu muito bem, tanto é que só consegui ultrapassá-lo lá pelo quarto km.

Encontrei ainda outros vários amigos da cidade de Cascavel, Iporã, Juranda, Toledo e Califórnia-Pr, e depois fui retirar o meu kit e me arrumar para a prova.

O kit foi composto pelo número de peito e uma camiseta (foto lá em baixo).


Na largada, que foi pontualmente as 8h30, saí como o de costume, sempre procurando encontrar algum atleta que sei que corre muito bem e acompanhá-lo e logicamente tentar manter o meu ritmo pelo menos na casa dos 3min30 por km.

Os meus “coelhos” no início desta prova foram justamente o Rudinei e um outro atleta de Iporã, o Sérgio.


Na passagem do km 2 (não vi a plaquinha do km 1, aliás, nem havia placa de quilometragem, os números haviam sido marcados no chão e estavam bastante apagados) passei com o tempo de 6min36seg.

No km 3 com 9min54, achei até forte, mas eu estava bem tranqüilo e continue forçando mais a cada km.


A partir daí, ultrapassei o Sérgio e logo mais a frente vi o Rudinei e imaginei que ele poderia não estar se sentindo bem, pois ele me disse antes da prova que queria fazer em 33min e alguma coisa ou no máximo em 34min baixo.

No final da prova ele me confirmou isso como citei acima.


Alguns metros mais a minha frente estava outro atleta de Pato Branco, José Altanir, que inclusive é da minha categoria. Passei ele também e segui.

Próximo ao km 5, um atleta que estava a poucos metros a minha frente, literalmente atropela uma “anta” vestida de branco que estava cruzando a rua leeeeeenta como uma lesma.

Ele reclama com essa dona e segui.

Metros depois, no segundo retorno ultrapasso ele e na seqüência, num dos cruzamentos das ruas, um dos staffs pede pra um motorista parar, mas ele não o obedece e cruza na minha frente quase me atropelando. Passo do lado do carro meio bravo, mas não reclamo, mas dou um soco no capô traseiro do maldito e sigo.

Eu queria mesmo era “afundar” a porta do passageiro com uma joelhada, mas pensei bem, pois eu poderia me machucar e não fiz isso. Mas que me deu essa vontade, ahhh isso deu.rsrsrs


Logo após chega o km 5 que passo em 17min gravados.

Eu era o quinto nessa ocasião e permaneci assim até o final.

Mas a corrida seguia e eu ia como sempre venho fazendo em meus treinos e provas, projetando tempos para os kms seguintes. Ora projetava 3min30, ora 3min40 e sempre que eu chegava no km projetado me surpreendia, pois eu estava passando uns 10, 15 ou 20 segundos abaixo.


Faltando cerca de um km para o final da prova, percebi que não dava mais para alcançar nenhum atleta, pois eles estavam numa distância considerável.

Nesse momento o meu tempo era de 31min gravados e já estava feliz da vida pois eu sabia que poderia passar abaixo dos 34min e meio.

E foi assim que aconteceu: 34min25seg, quinto lugar geral da prova e ainda faltou pouco para ultrapassar o 4º e o 3º colocado. Eles chegaram cerca de 30 a 40 metros a minha frente.

Esse foi o meu terceiro melhor tempo em provas de 10km.

Perdendo apenas para a 6ª Etapa do Circuito SESC-Pr justamente na cidade de Cascavel no dia 4 de maio de 2008 com 34min19 (no mesmo percurso deste ano) e pela Corrida de Cascavel realizada no Lago Municipal dia 3 de agosto também em 2008 com 33min25.


Como o meu tempo foi extraordinariamente bom, fiz até um “aviãozinho” na chegada, a exemplo do amigo Mineirinho de Maringá.

Essa foi pra você amigo, falei que ia fazer e fiz.rsrsrs


Depois foi só se hidratar com muita fruta (banana, laranja, melancia e água) à vontade e esperar sair à classificação pra saber qual foi a minha colocação na faixa etária.


Após uma belíssima apresentação de um grupo circense começou a premiação e até então em nem imaginava qual era a minha colocação na faixa etária.

Daí, o locutor oficial da prova avisou que a classificação estava no mural atrás do pódio, corri até lá e constatei que havia sido o CAMPEÃO na faixa etária de 30 a 34 anos.

Só faltava isso mesmo pra “coroar” com chave de ouro este meu final de semana maravilhoso.hehe


Não foi a toa que corri 180 quilômetros no mês passado.

E que venha a Meia das Cataratas dia 16.rsrs



Ahh, depois quando fui chamado ao pódio, dei a minha câmera para o meu amigo Magaiver para que ele registrasse o momento.

Deixei tudo no jeito, era só olhar na tela e apertar um botãozinho.

Mas o cara fez uma tremenda “cagada” com o perdão da palavra.

Antes, porém, tirei várias outras fotos dos atletas no pódio pra explicar pra ele como eu queria, e pedi ainda pra que ele tirasse o máximo de fotos possível, pois depois eu escolheria a melhor.

Mas...

Prefiro nem comentar e mostrar pra vocês.

A da esquerda foi eu que tirei pra mostrar pra ele como eu queria, a da direita foi a “melhor”, ou a menos pior que ele conseguiu tirar.

Aliás, dos quase três minutos que eu fiquei no pódio, ele conseguiu tirar apenas duas fotos. É mole ou quer mais.

Agora fico na esperança que os amigos de Pato Branco tenham tirado alguma foto e me enviem, por favor.rsrsrs

O meu email é: correndocorridas@gmail.com


Queria que a foto da direita (que o Magaiver tirou) onde eu estou no alto do pódio ficasse como a foto da esquerda (que eu tirei dos atletas da faixa etária 45 a 49 anos) pegando o pódio por inteiro. Mas graças aos amigos de Pato Branco recebi duas fotos que foram postados logo mais abaixo.

Ahh, e os atletas destes pódios acima são: No pódio da esquerda no feminino: 1ª - Isoldi de Marechal C. Rondon (51:59); 2ª – Lúcia de Cascavel (56:41); 3ª – Cecília de Cascavel (1:03:23) No Masculino: 1º - Márcio de Curitiba (34:09); 2º - Pedro de Cascavel (37:52); 3º - Friedrich de Toledo (39:51). No pódio da direita os atletas que aparecem são: No feminino: 1ª – Sueli de Toledo (47:05); 2ª – Sandra de Cascavel (52:36). No Masculino: 1º - Eu de Ubiratã (34:25); 2º - John de Pato Branco (35:22)





Bom pessoal é isso aí.

Espero que eu tenha passando um pouquinho da emoção que senti nesta prova de Cascavel que foi a minha terceira do ano de 2010 e a 60ª na carreira.


Ahh, e com esta vitória, sou agora o atual bi-campeão na etapa de Cascavel (2009/2010) e ainda garanti uma vaga entre os vencedores de todas as etapas e com todas as despesas pagas pelo SESC-Pr para a última etapa do Circuito na cidade de Curitiba (capital do estado do Paraná) no dia 28 de novembro.


Segue abaixo mais algumas foto:


Classificação da minha faixa etária

.

.

.


Amigos de Ubiratã: Luís Braga (54min00seg) 106º geral e 8º de 9 na faixa etária de 50 a 54 anos. Eu, (34min25seg) 5º geral e 1º de 14 na faixa etária de 30 a 34 anos, me tornando assim BI-CAMPEÃO 2009/2010 na prova do SESC em Cascavel e garantindo vaga para a final do Circuito em Curitiba dia 28 de novembro. Osdival "Raizeiro" (54min17seg) 107º geral e 17º de 19 na faixa etária de 45 a 49 anos. E Luíz Carlos Bondezan "Magaiver" (43min06seg) 43º geral e 9º de 20 na faixa etária de 40 a 44 anos.
.
.
.

Amigos de Cascavel: Lúcia, Vimar e Eliane. Lúcia (56min41seg) 15ª de 29 no geral feminino e 2ª de 5 na faixa etária de 45 a 49 anos. Vimar (40min35seg) 29º de 123 no geral masculino e 1º de 7 na faixa etária de 60 a 64 anos. E Eliane que correu a prova de 5km e foi a 2ª colocada geral com o tempo de 27min00seg. Nesta prova não tem premiação por faixa etária.
.
.
.

Amigos de Pato Branco: José Altanir (36min07seg) 11º geral e 3º na faixa etária de 30 a 34 anos. E Rudinei (36min12seg) 12º geral e 3º na faixa etária de 25 a 29 anos.
.
.
.

Eu, Magaiver e Luís Ornóbio "Boiadeiro" de Juranda-Pr. Ele foi o 7º colocado geral dos 123 atletas concluíntes e foi o 2º dos 20 na faixa etária de 40 a 44 anos com o tempo de 35min26seg.

.

.

.


Eu e Iracema, amiga de Cascavel que foi a 3ª colocada de 3 atletas na faixa etária de 35 a 39 anos e a 14ª de 29 no geral feminino com o tempo de 56min35seg.
.
.
.

Camiseta, número e medalha.

.

.

.


Minha 51ª medalha, terceira em 2010 (todas as medalhas do Circuito SESC-Pr, assim como os troféis são iguais para todas as provas)
.
.
.

Meu 19º troféu e um dos mais belos da minha "pequena" galeria, primeiro em 2010
.
.
.

Pódio categoria 30 a 34 anos: MASCULINO: 1º Claudemir "Tutta" Ferreira de Ubiratã (34min25seg) 2º John Cleiton Lisboa de Pato Branco (35min22seg) 3º José Altanir da Silva também de Pato Branco (36min07seg). Houve 14 atletas nesta faixa etária masculina. FEMININO: 1ª Sueli Maria M. Ceroni de Toledo (47min05seg) 2ª Sandra Regina Trezzi de Cascavel (52min36seg) 3ª Miriane Borro Muccinatto também de Cascavel (59min16seg). Houve apenas estas três atletas nesta faixa etária feminina.
.
.
.

Antes da premiação. Eu lá todo sério, olhando para o lugar onde o Magaiver estava posicionado para registrar a minha foto e presentindo que algo não iria dar certo. E não deu.

Pois se tenho estas duas fotos aqui foi uma gentileza do amigo Rudinei de Pato Branco.

Valeu amigo.






Dinheiro gasto com a participação nesta prova:


Inscrição: 10,00R$



Total: 10,00R$




Notas:

1 - Agradecimento:

Ao Osdival por ter nos levado com o seu carro, a farmácia Ubirafarma que nos ajudou com parte da combustível (30,00R$) ao Magaiver por ter pago um dos dois pedágios (8,00R$) e por conseguido um pequeno apoio do Peroza Esportes para o combustível (20,00R$) e ao Luís Braga por ter pago o pedágio da ida (8,00R$).

Já quanto a mim, eu não paguei nada, pois acho que eu merecia, não é mesmo?rsrsrs


2 - Mais fotos estão postadas em um álbum de fotos aqui .



Abraço a todos...



tutta³³
www.correndocorridas.blogspot.com